EscritArtes
Outubro 27, 2021, 22:11:40 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: 1 ... 8 9 [10]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: A Gata dos Telhados LVIII  (Lida 20384 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 1161
Convidados: 0


outono


« Responder #135 em: Setembro 03, 2021, 19:03:34 »


LVIII

- Olá Irene. Pensei na tua proposta e aceito o convite para jantar.
- Não me desiludiste. Era o que esperava. Pode ser hoje. Se concordares, vou fazer a marcação.
-Para onde vais marcar?
- É surpresa. Depois mando-te o roteiro
.
Às vinte e uma horas, em ponto, Joaquim compareceu no local marcado. Irene como boa anfitriã esperava-o na entrada. Vestia calça de ganga e uma blusa justa que lhe denunciava as formas esculturais. Joaquim, parece-lhe ter voltado aos anos setenta, quando a conheceu, numa acção política. Os mesmos olhos azuis, o mesmo cabelo aloirado, agora com reflexos esbranquiçados. O tempo parecia tê-la esquecido, não fosse a pele do rosto um pouco mais murcha.
- Bem vindo, Quim. Passou muito tempo, mas não te esqueci. Ficaste na minha lembrança, como um momento importante da minha vida. Juro que, houve alturas, em que me atacava a saudade.
- Ora Irene,  – respondeu Joaquim – trocamos cromos. Como te podia esquecer? Foste a segunda mulher que me marcou, e não houve mais nenhuma. E sempre acompanhei a tua carreira, de longe ou de perto, quando estive na plateia a apreciar as tuas representações.
- E porque não me procuraste?
- Achei que tu, como eu, te concentravas no trabalho Mas como se costuma dizer, águas passadas não movem moinhos. O que interessa é o momento, e aqui estamos. Surpreendeste-me com a escolha deste restaurante em Alfama, perto de onde vivo.
- Pensei em ti, para além de ser uma casa onde gosto de vir comer bem, e ouvir a  canção nacional, por excelência, e de que sempre fui apreciadora. Ainda cheguei a cantar, quando comecei a vida artística.
Durante o jantar, a conversa concentrou-se nas memórias de um passado, em que correram em pistas diferentes. Irene ouviu Joaquim com interesse. Este fez questão de acentuar que casou com a polícia, se assim se pode dizer. E de tal modo gostou da relação, que quando se deu o divórcio, arranjou uma espécie de substituta, trabalhando com detective privado. Apenas à pouco tempo. e em função de uma investigação, reencontrou, a que tinha sido a mulher da sua vida, com quem decidiu reatar a relação, precocemente, interrompida. Dessa relação nasceu uma filha que desconhecia.
- Parabéns Quim. Deves estar contente por descobrires que tinhas uma família desconhecida. Eu, com disseste, também dei mais espaço, para a carreira. Depois de ti, tive relações livres, e sem qualquer compromisso. E como tu, também tive um filho, a quem me dediquei, para lá do teatro. Foi uma escolha assumida.
- Ainda bem Irene, se era esse o teu desejo. E sem querer ser abelhudo, o pai também se assumiu.
- O pai? Não sei quem é, nem quero saber. Sempre fui adepta do amor livre. Pelas minhas contas, a gravidez começou, entre relações. Tanto podias ser tu, como podia ser outro.
-E nunca quiseste fazer um teste de paternidade?
- Como te disse, pode parecer estranho, mas não o quero partilhar. Foi uma opção assumida. O Pedro Galaz é um filho maravilhoso, que me enche de orgulho. Cursou direito e exerce advocacia.
- Caramba Irene, o mundo é pequeno. Foi um jovem com esse nome, que contactou a minha filha Laura, por causa de uma acção de divórcio, do cliente que ele representava, chamado Damião.
Lisboa, querida mãezinha
Com o teu xaile traçado
Recebe esta carta minha
Que te leva o meu recado

A voz melódica e forte da fadista ocupou a sala, e abafou o ruído dos talheres e das palavras: Apenas os acordes das guitarras, que envolviam o canto, ousaram quebrar o silêncio. Na repetição do refrão, a cantora, disse.
- Dedico esta música, de Villaret/Armando Rodrigues, à minha amiga Irene, que me a pediu para homenagear o seu amigo, Joaquim Correia, detective e grande apaixonado pela nossa cidade. Cantemos todos.
-
- Vai dizer adeus à Graça
Que é tão bela, que é tão boa
Vai por mim beijar a Estrela
E abraçar a Madragoa
E mesmo que esteja frio
E os barcos fiquem no rio
Parados sem navegar
Passa por mim no Rossio
E leva-lhe o meu olhar

- Ó Irene, só tu. Sinto-me envergonhado. Se não te esqueceste, sabes que não gosto de protagonismo. Mas não consigo prender a emoção
- Quim, não te zangues comigo, depois do nosso reencontro. Promovi esta singela homenagem, mais que merecida. E se ainda te lembras que sou atrevida, faço-me convidada, para ver a tua casa.
- Estamos perto,- respondeu Joaquim – podemos ir, numa boa, e sem qualquer programa. Como te disse, comprometi-me com outra mulher. E se me vejo com dois amores, não sou capaz de ser homem de duas mulheres,… ao mesmo tempo.

Durante o jantar, na sua vivenda, Aida não conseguia disfarçar, um ar preocupado. Laura perguntou.
- Que se passa mãe?
- Acho estranho, que o teu pai não diga nada, durante dois dias. Nem me atende o telefone. E temos uma viagem combinada, a Itália.
- Talvez ele precise de descomprimir, - disse Rosalinda.- depois de uns dias extenuantes, mas compensadores. Com os traficantes presos e os pedófilos acusados, onde se encontram políticos e gente famosa da comunicação social, chegou a hora de repousar.
Joaquim despediu-se de uma Irene desgostosa, mas resistiu à tentação a que ela o sujeitou. Ligou para Aida.
- Bem aparecido Joaquim. Estivemos a jantar com a Irina, e estranhamos a tua ausência. Nem tens atendido o telefone. Houve algum problema?
- Estive a descansar, e hoje fui jantar com uma velha amiga, que não via há muito tempo.
- Velha amiga? Não queria admitir a hipótese, mas afinal era mesmo rabo de saia, que te prendia?
- Querida Aida, - não é altura para ciúmes – a Irene faz parte do passado. Tu é que não te adaptaste a viver neste apartamento. Isso não invalida que continuemos juntos, no essencial. Amanhã, já mais recuperado, vou-te visitar.
Joaquim olhou para a sua estante e tirou um livro ao acaso, “À espera dos bárbaros” de J. M. Coetzee, e abriu-o. Leu uma página apenas pelo prazer da leitura. A literatura, sendo reflexo da realidade, consegue ultrapassá-la, senão não era literatura. Rememorou os últimos tempos da sua vida, com mudanças, que, nem em sonhos, imaginava. Descobrira uma mulher que o marcara e que vivia apenas na memória, descobrira que tinha uma filha, revira Irene, ao vivo, com um filho, sem pai conhecido, mas que podia ser seu. E lembrou-se, com alguma ironia, que o filho de Irene, Pedro, fez a corte a Laura, e que se tivesse sido correspondido, poderia ter sucedido um incesto, como em alguns romances queirosianos. Ainda bem que Laura, tem outras tendências sexuais. Joaquim vira a sua vida mudar, de forma inesperada, mas não a considerava um livro fechado, e com final feliz para sempre.
Triiiiiiim
- Boa noite. Estou a falar com o detective JCorreia. Desculpe a hora tardia. Já tinha ligado, e só agora atendeu.
- Quem fala?
- Em primeiro lugar, queria perguntar, se está disponível para fazer uma investigação. Já me tinha sido recomendado, mas fiquei a conhecê-lo depois de aparecer na televisão.
- De momento estou de férias, e vou fazer uma viagem longa. Depois de regressar, se ainda tiver interesse, volte a ligar-me.
JCorreia, sentou-se junto à janela, tendo como companhia a gata Judite, a única, das suas gatas, que estava presente em corpo e espírito. Tomou uma bebida relaxante, e olhou para a cidade a repousar, à espera de um novo dia, que seria sempre um recomeço, de rotinas e surpresas.

Fim...
Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1031
Convidados: 0



« Responder #136 em: Setembro 04, 2021, 02:27:45 »

Está agora na altura de se ler de fio a pavio , os contornos e manias destas gatas todas. Abraço
Registado

Dizem de mim que talvez valha a pena conhecer-me.
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 1161
Convidados: 0


outono


« Responder #137 em: Setembro 22, 2021, 15:46:38 »

Ler de fio a pavio, para rever, corrigir, melhorar. Grato por manter a porta aberta. Abraço.
Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1031
Convidados: 0



« Responder #138 em: Setembro 22, 2021, 21:29:21 »

Assim mesmo....
Registado
Páginas: 1 ... 8 9 [10]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Hoje às 13:40:28]

[Outubro 26, 2021, 17:10:26 ]

[Outubro 20, 2021, 21:16:47 ]

[Outubro 16, 2021, 23:41:23 ]

[Outubro 14, 2021, 00:46:55 ]

[Outubro 14, 2021, 00:34:00 ]

[Setembro 22, 2021, 22:09:09 ]

[Setembro 22, 2021, 21:29:21 ]

[Setembro 22, 2021, 21:28:41 ]

[Setembro 20, 2021, 21:04:31 ]
Membros
Total de Membros: 792
Ultimo: Leonardrox
Estatísticas
Total de Mensagens: 129502
Total de Tópicos: 26508
Online hoje: 301
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 289
Total: 289
Últimas 30 mensagens:
Outubro 14, 2021, 00:43:39
Obrigado, Administração, por avisar!
Setembro 14, 2021, 10:50:24
Bom dia. O site vai migrar para outra plataforma no dia 23 deste mês de setembro. Aconselha-se as pessoas a fazerem cópias de algum material que não tenham guardado em meios pessoais. Não está previsto perder-se nada, mas poderá acontecer. Obrigada.

Maio 10, 2021, 20:44:46
Boa noite feliz para todos
Maio 07, 2021, 15:30:47
Olá! Boas leituras e boas escritas!
Abril 12, 2021, 19:05:45
Boa noite a todos.
Abril 04, 2021, 17:43:19
Bom domingo para todos.
Março 29, 2021, 18:06:30
Boa semana para todos.
Março 27, 2021, 16:58:55
Boa tarde a todos.
Março 25, 2021, 20:24:17
Boia noite para todos.
Março 22, 2021, 20:50:10
Boa noite feliz para todos.
Março 17, 2021, 15:04:15
Boa tarde a todos.
Março 16, 2021, 12:35:25
Olá para todos!
Março 13, 2021, 17:52:36
Olá para todos!
Março 10, 2021, 20:33:13
Boa feliz noite para todos.
Março 05, 2021, 20:17:07
Bom fim de semana para todos
Março 04, 2021, 20:58:41
Boa quinta para todos.
Março 03, 2021, 19:28:19
Boa noite para todos.
Março 02, 2021, 20:10:50
Boa noite feliz para todos.
Fevereiro 28, 2021, 17:12:44
Bom domingo para todos.
Fevereiro 26, 2021, 21:31:48
Bom fim de semana para tod@s.
Fevereiro 25, 2021, 20:52:03
Boa noite a todos.
Fevereiro 24, 2021, 20:43:45
Boa noite a todos.
Fevereiro 22, 2021, 16:46:56
Uma boa semana para todos.
Fevereiro 22, 2021, 16:43:41
Sejam muito bem vind@s
Fevereiro 22, 2021, 16:41:57
Boa tarde a todos.
Fevereiro 18, 2021, 20:52:07
Boa noite a todos.
Fevereiro 17, 2021, 19:09:25
Boa quarta para todos.
Fevereiro 16, 2021, 19:10:20
Boa noite a todos os presentes.
Fevereiro 15, 2021, 14:54:45
Boa semana para todos.
Fevereiro 14, 2021, 15:29:30
Bom domingo para todos.
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.105 segundos com 27 procedimentos.