EscritArtes

Textos => Ensaio => : carlossoares November 23, 2020, 23:17:32 PM



: Ornatos e razões puras de uma ideia para enganar crédulos
: carlossoares November 23, 2020, 23:17:32 PM

A meritocracia, a aristocracia e a própria democracia são formas de entronizar nos imensos e superiores poderes do Estado, e de os colocar nas suas mãos, aqueles, indivíduos ou grupos, ou partidos, já posicionados no mais alto nível de privilégios, prerrogativas, vantagens.
Na realidade, são formas de plutocracia e de cleptocracia, com os evidentes perigos que isso representa para a sociedade em geral, sobretudo para aqueles que têm de se sujeitar às condições económicas, políticas, de acesso à justiça e à saúde e ao poder.

O poder do Estado, sendo o "activo" mais valioso que há, nem por isso está a salvo e não vemos mérito, ou confiança que o mereça, nem superioridade moral, intelectual, humana, de alguém, que justifique a colocação do poder nas suas mãos.

Sobretudo porque a guarda e gestão desse bem público não tem sido vista e entendida como tal pelos titulares dos órgãos de poder. O poder tem sido uma oportunidade, legitimada e insindicável, de fazer desse património incomensurável do Estado, a maior fonte de rendimentos, para quem o gere, sob todas as formas, incluindo a corrupção.

Se há uma forma menos perversa de tomada do poder é a que ocorre por efeito da democracia pluripartidária, se esta não estiver instrumentalizada por algum partido que abusa das fragilidades e das contradições do sistema, nomeadamente eleitoral e se o dogma da bondade da democracia não dispensar a vigilância das pessoas induzindo-as a confiar que o poder está em boas mãos. Esta confiança inerente e esta falta de alternativas à democracia garantem a qualquer formação política um monopólio da oferta política com os grandes defeitos e inconvenientes associados.

Os eleitos não apenas se arrogam uma legitimidade, muito para além do formal, como ainda agem em consciência de que não há alternativa, de que mais do que "democráticos", são "aristocráticos"(os melhores) e o preço a pagar pela governação, ou seja, a “entrega” do poder nas suas mãos, são eles que o estabelecem.

Isto tudo é muito triste, na perspectiva dos contribuintes que acreditam na racionalidade do sistema e nos méritos do apregoado Estado de direito democrático.

Que estes méritos pouco mais sejam do que ornatos e razões puras de uma ideia para enganar aqueles, crédulos e fiéis, impotentes, que são sobre quem esses méritos se fazem sentir e justificar, sem escrúpulos, por abuso da subserviência e do temor deles, é ainda mais inaceitável e revoltante.


: Re: Ornatos e razões puras de uma ideia para enganar crédulos
: Nação Valente December 02, 2020, 17:12:19 PM
Crédulo me confesso na crença na democracia, pois até pode ser um mau regime, mas ainda não se inventou outro melhor. Concordo, Carlos Soares, com a sua análise. Mas na minha perspectiva, ela encontra-se a jusante da raiz do problema. A montante, está a sua origem: a natureza humana. Esta apesar de todos aperfeiçoamentos, previstos pelo Iluminismo, continua a ser muita imperfeita. E aí encaixa a natureza do poder, um reflexo da natureza humana.

Se assim for não podemos esperar que quem nos governa, seja apenas um ser virtuoso. É ilusório assim pensar. Não há muito tempo tivemos um governante, chamado Salazar, acima de qualquer suspeita. Tanto quanto se sabe nasceu pobre e pobre viveu, e pretendeu que os seus governados assim o fossem. Em conclusão, governou contra o tempo, e contra a natural evolução.

Apesar disso e porque vivi nesse tempo, prefiro mil vezes a democracia com os seus defeitos. A democracia feita por homens comuns, uns mais, outros menos honestos. O que é preciso é aperfeiçoá-la, com os mecanismos cada vez mais rigorosos, que vigiam a natural imperfeição da natureza humana. Não sou, não fui, nem nunca serei, justicialista e crente na perfeição, pelo que acabo de expor.


: Re: Ornatos e razões puras de uma ideia para enganar crédulos
: carlossoares December 08, 2020, 19:15:26 PM
Nação Valente,
que a democracia seja aproveitada para debater, questionar, por em causa, contestar, impugnar, responsabilizar, fazer justiça, procurar alternativas, respeitar as diferenças, promover o conhecimento e a saúde e o bem estar, porque sem democracia tudo é mais difícil para quem está na mó de baixo. E não apenas para podermos emitir as nossas opiniões, que são parte da nossa liberdade, quase tão importantes como os nossos sonhos.


: Re: Ornatos e razões puras de uma ideia para enganar crédulos
: Maria Gabriela de Sá September 15, 2021, 02:18:29 AM
Concordo com o Nação Valente...


Sorry, the copyright must be in the template.
Please notify this forum's administrator that this site is missing the copyright message for SMF so they can rectify the situation. Display of copyright is a legal requirement. For more information on this please visit the Simple Machines website.