EscritArtes

Textos => Arquivo Cronicas => Tópico iniciado por: josé antonio em Agosto 22, 2008, 13:34:24



Título: DESCULPE-ME SR. CARACOL
Enviado por: josé antonio em Agosto 22, 2008, 13:34:24
Este caracol subia tranquilo muro acima quando me encontrou e lhe barrei a passagem com um dedo. Parou. Fitou-me sério e aborrecido. Eu vi. Acho mesmo que com grande desdém.
É certo que todos mais ou menos, gozamos estes seres, por causa da sua velocidade reduzida, quase parada de locomoção. Que desdenhamos das suas antenas que nem telemóvel que se preze agora utiliza  e outras coisas bem piores terminando na cómoda atitude dos humanos de os cozinhar e comer.
Apenas porque os caracóis não correm, não voam nem nadam nas águas profundas e inantigíveis dos oceanos.
Preocupado pela atitude que tive com este singular caracol, que nem a mim desculpo, dei-me à tarefa de entrar na sua privacidade. Pior ainda : sexual.
E então, tomem nota.
Hermofroditas que são, têm um ritual de acasalamento complexo e invulgar que começa por uma "dança". Os dois parceiros levantam-se sobre a parte traseira do corpo ( têm uma parte traseira... ) e encostam os músculos do pé ( também têm músculos no pé... ). De seguida batem um no outro com os tentáculos, ( já repararam? ) e após algumas horas, disparam " dardos de amor ", acto que os estimula a concluir o acasalamento.
Esta rebentou literalmente comigo, pois nunca vi tal subtileza em filmes de erotismo, hardcore com sexo ao vivo ou mesmo em workshops desta matéria.
Para finalizar, registem que um par troca espermatozóides e ambos os parceiros ficam com os ovos fertilizados, POUPANDO O TEMPO DE PROCURAR UM PARCEIRO DO SEXO OPOSTO, embora gastem energia a desenvolverem orgãos sexuais femininos e masculinos.
Por vocês não sei nem respondo, mas pessoalmente, juro que nunca mais taparei o caminho a um caracol, por todas estas razões e ainda porque também ele não me faria uma patifaria destas...
E meus amigos, podem invejar com toda a razão os senhores caracóis.
Eu também.

José António
 


Título: Re: DESCULPE-ME SR. CARACOL
Enviado por: Goreti Dias em Agosto 22, 2008, 18:14:19
Esta não lembra ao diabo!!!!
Mas gostei de saber...


Título: Re: DESCULPE-ME SR. CARACOL
Enviado por: josé antonio em Agosto 22, 2008, 19:07:52

Pois é... a vida bebe-se em todo o lado e com todas as experiências, até da vida sexual dos caracóis.  E ficamos assim!

Abraço


Título: Re: DESCULPE-ME SR. CARACOL
Enviado por: Laura em Agosto 22, 2008, 19:51:59
A parte que mais gostei foi quando eles encostam os músculos dos pés e batem com tentáculos (ou será antenas?) um no outro... já agora, sobre os caracóis, em Janeiro, aqui pelo meu jardim, eles iniciam o que eu chamo "a grande migração dos caracóis". Não sei o que lhes vai na cabeça, decidem atravessar durante todo o mês o "deserto", que é o caminho do portão para a nossa porta de casa. O caminho dos humanos. Nesse mês, nunca convido ninguém para jantar.


Título: Re: DESCULPE-ME SR. CARACOL
Enviado por: josé antonio em Agosto 22, 2008, 20:24:16
Boa noite amiga Laura,

Como investigador desta e doutras áreas só me compete confirmar-lhe o conteúdo científico do texto e em relação à travessia do deserto dos caracóis no seu jardim, já muitos políticos o fizeram em passo de caracol. Convenhamos.

Abraço


Título: Re: DESCULPE-ME SR. CARACOL
Enviado por: Laura em Agosto 22, 2008, 20:40:12
Vai ter de pedir de novo desculpa aos caracóis... essa comparação com os políticos deve ter sido bem mais ofensiva para eles do que tudo o resto.  :woot:


Título: Re: DESCULPE-ME SR. CARACOL
Enviado por: josé antonio em Agosto 23, 2008, 06:11:20

 Bom dia Laura,

Tem toda a razão. É que não tenho emenda...

Abraço