EscritArtes

Textos => Letras => Tópico iniciado por: Paulo Afonso em Outubro 06, 2007, 00:22:18



Título: A Velhice
Enviado por: Paulo Afonso em Outubro 06, 2007, 00:22:18

Parei á porta do destino, por tantas ruas que andei e com tantas pessoas me cruzei em gestos impensados e com palavras agridoces, que nem dei pelo tempo passar…
Sempre acreditei que um dia, longínquo dia, eu te encontraria. Sempre te vi como um destino para lá de Marte e nem sequer questionei a minha loucura…
Oh! Louco de emoção, por estar á tua porta, por estar contigo, num tempo quase parado e em que me sobra quase tudo… apenas falta-me a agilidade do meu corpo torneado de outros tempos…
Nem sei se foi o destino que se cruzou com a minha velhice ou se foi ao contrário, nem sei se posso almejar o futuro.
Hoje interiorizei a tua imagem de sapiência e de cautela disfarçada, agarrei o teu silêncio na bravura desse espaço suave… hoje comecei um novo ciclo.   
Agora, deixa-me desfrutar os momentos. Deixa-me mesmo que não queiras…   
 


Título: Re: A Velhice
Enviado por: Marília em Outubro 18, 2007, 10:14:43
mesmo tendo lido e relido, acho que li umas quatro vezes, ainda assim nenhuma das minhas palavras parece-me que servirão para expressar o quanto gostei e o "porque" fiquei me sentindo no ar... sem saber onde deixar os pés bem seguros.


Título: Re: A Velhice
Enviado por: Goreti Dias em Outubro 26, 2007, 21:10:56
Uma análise dolorida da velhice...quando nos damos conta, perdemos os torneados e somos velhos! Ou morremos sem ter percebido isso, se a agilidade mental ajudar!
Um óptimo texto!


Título: Re: A Velhice
Enviado por: Maria del Mar em Março 09, 2014, 20:21:34
Desfrutar antes que seja tarde. E amar.


Título: Re: A Velhice
Enviado por: Conceição Constantino em Março 09, 2014, 20:30:47
Muito apreciei esta forma de ver as coisas.


Título: Re: A Velhice
Enviado por: Nação Valente em Março 10, 2014, 22:09:08
Uma abordagem lúcida no grande texto.