EscritArtes

Textos => Arquivo Cronicas => Tópico iniciado por: Jorge Luiz Alves em Outubro 15, 2007, 14:40:42



Título: Calotas Polares em Degelo
Enviado por: Jorge Luiz Alves em Outubro 15, 2007, 14:40:42
    O resultado da ascese ao longo dos anos? Rótulo de antipática, tola, escorregadia: entre seus iguais, o chavão de sonsa, dubiedade mesclada ao oportunismo; com os mais jovens, a etiqueta nociva de carola e ingênua; familiares, o julgamento constante, baseado na falta de confiança por conta de dois ou três episódios perfeitamente compreensíveis - mas que se tornaram fatais por conta da vítima, figura de proa no clã.
    O resultado? Diversos codinomes, nenhuma confiança.
    Continuava incognoscível para o mundo.
    Decidira revelar-se para si mesma.
    Trancafiou a blusa comportada e o restante dos vetustos panos na gaveta do esquecimento; assumiu os chavões do opróbio como novos gentílicos de sadio recomeço; sequestrou duas saias destinadas ao "debut" da sobrinhota serelepe de Ubá, Minas Gerais; apertadinha, boca rubra feito semáforo em verde liberação para ósculos mais cafajestes, sombras, cílios postiços e saltos quinze: dispensou o bobão que já pensava em dispensa-la por outra menos fechada...e abriu-se, frondosa, na porta do 530: o coroa com pinta de George Clooney e torso de 50 Cent, viúvo, novo no prédio, comendo-a com olhares há semanas, foi ver se tinha açúcar na cozinha ("fique à vontade, volto logo..."). Tevê ligada, documentário no Discovery Channell sobre o aquecimento global, ameaçando a Antártida, ali pertinho...
    Trancou a porta, tirou a chave e a renda negra.
    Rapidamente, as calotas austrais derreteram-se na ânsia por total desequilíbrio nada ecológico...

      Jorge Luiz Alves - Rio, Brasil, 15 Out 2007


Título: Re: Calotas Polares em Degelo
Enviado por: Goreti Dias em Outubro 15, 2007, 16:45:52
Por vezes, é melhor assim mesmo... codinomes dispensam-se... antes o derreter das "calotes austrais"... ainda que nada ecólógico!
Adorei o texto, os múltiplos sentidos, a ironia... adorei tudo!
Um beijo