EscritArtes
Março 06, 2021, 14:35:01 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Estava-se marimbando... "Sofia"  (Lida 3837 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Mel de Carvalho
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1660
Convidados: 0


"abraça o conteúdo e não a forma" Saint-Exupery


WWW
« em: Agosto 26, 2009, 18:02:55 »

Estava-se marimbando. Nitidamente marimbando.
Sorriu intimamente. Há quanto tempo não lhe vinha à cabeça aquela palavra? Dezenas de anos, largas dezenas de anos. Tantas quantos os que haviam passado desde que aquela cidade deixara de ser palco de aprendizagem e passara a ser tão-só palco de passagem.
De paragem por vezes (escassas) na época da Feira de Outubro, na época do Colete Encarnado. E, por fim, de visita amiúde àquele hospital.
Detestava-o. Ali deixara para os encontrar mortos, ambos os pais. Épocas diferente. Doenças diferentes. Mas incuráveis. E o vazio pungente da orfandade. Como doença insanável com que tinha de, todos os dias, conviver.
[Como é que se mata a saudade mãe? Como é que se mata a saudade, pai?]
E ali voltava por circunstâncias análogas: familiares. Tios, primos. Uma infindável cadeia de afectos que se quebravam.
Estava-se pois, marimbando. Não adiantava o corta e solda, o pinga aqui, remenda dacolá. Todas as teorias do re-arranjo sabia-as na carne de que apenas adiavam a partida. Previamente marcada a cruzinhas por um Deus desconhecido num qualquer calendário escondido do seu olhar. Mas agendado. Sem direito a alterações de datas, de decalagem, de dias de compensação, porrogação e etc. Data fixa, portanto!

Aconchegou a mala bege contra o colo. Sentada na esplanada do mercado, tentava ocupar-se a imaginar as vidas para além das janelas fechadas daquela hora. O calor Ribatejano impunha o recolhimento dos espécimes. Senis na sua maioria. Envelhecidos como frontarias dos prédios circundantes. Um apenas de traça antiga, à sua direita, reconstruído recentemente por cima do que fora uma casa de penhores. A cor rosácea. Rosa velho. Para não destoar dos demais...
Abriu-se uma porta-janela. Uma mulher a rondar os cinquenta (assim parecia) em trajes de "andar por casa" ocupou uma das cadeira de verga da varanda. Viu-a sentar, abrir o jornal (dali não sabia qual, imaginou o Expresso, pelo tamanho…).
Desejou ser "a mulher". Não por coisa nenhuma de especial, mas porque e só porque, estava em casa, lia, aparentemente pacificada e a ela o fim de tarde estava destinado a ser preenchido por uma não desejada tarefa: visita hospitalar…

Estava-se marimbando.
Comeria o bolo, de nozes e mel, beberia o suco natural. Que se lixasse. O que fosse depois, seria. Estava saturada de se privar. Comeria sim.
- desculpe, quando a senhora chegou ainda estavam nessa mesa as pessoas, por isso não retirei a loiça…
Sorriu. Respondeu monossilábica:
- não tem mal…
Embrenhou-se no saboreio lento das nozes trucidadas. Tentou que as papilas gustativas lhe devolvessem estímulos. Compensações… sensações.
Nada. Comeu mecanicamente. Como se, por proibido, desaconselhado, enfim, o organismo sequer valorizasse os alimentos. Marimbou-se, portanto. Comeu. Ponto. Até à última migalha, até à última gota. Bebeu.

Apertou a mala. Ali dentro o seu destino nos próximos tempos misturado com as quinquilharias do costume. E os livros, e as canetas. E o telemóvel que não servia para coisa alguma. O do trabalho estava desligado, o pessoal, pensou, melhor seria que o aventasse definitivamente ao lago dos patos no jardim…
Detestou-se…
Teria de ali permanecer por mais uns minutos. Ela e o bolo. Ela e o suco… mais nada.

De súbito o toque. Um passe doble, uma música de tourada. Alta, incomodativa, rugiu que nem uma trovoada. Ou uma manada de bois soltos no largo da praça...
Só então os viu. Estavam na mesa ao lado. Dois. A meia idade estampada no “sal e pimenta”, as Le Coq Sportif, os sapatinhos de vela …
A conversa:
- ...claro que estou com o Serafim, minha linda, o que é que achas? Queres que to passe? Duvidas de mim? Eu passo e já vês se tem voz de gaja…
- ... daqui a vinte minutos. Tens saudades do je, tens, meu amor??? ... Já me contas isso tudo...
não, não posso ficar hoje para jantar...

Os risos. Os engates. O telemóvel agora desligado…

- tá caída, a gaja. Caídinha. Andam todas à babuje e um tipo tem de lhes dar linha… corda, se é que entendes…
- a tua mulher?...
- ...coitada. Está doente. As mulheres se não tivessem barriga eram eternas…. Ainda bem que têm e que um gajo tem sempre trabalhos fora…e longe.
- a que horas chegas a casa?
-ó pá, sei lá … quando chegar chego. Ela espera sempre… Telefono-lhe mais logo. Agora estou a trabalhar, bem vês…

Serafim, assim designado havia minutos, esboçava um sorriso sacana…. Porfiava o bigode fora de moda, desonante com o xadrez da “ Le Coq Sportif”. A espuma da imperial a amarelar a boca.
- fazes bem, pá. Marimba-te nisso. Como os meus filhos dizem, “a malta tem de curtir uma beca”. Puta que as pariu, estão sempre doentes, porra… o que vale são estas, sãs que nem um pêro…e boas como a pêra rocha. Tudo tem um preço, porra. Estas valem... se valem...

Sopia levantou-se. O relógio marcava as 18.15. Dali ao Hospital, escassos minutos.
Estava-se marimbando. Fazia parte do grupo das “não-sãs que nem um pêro”…. Bom seria que nenhum gajo se tentasse afiambrar. Poderia ficar envenenado, deu-se consigo a pensar…
E, pensando bem, estava-se mesmo marimbando para que morressem no veneno que eles mesmo destilavam.
O seu destino, o dela, Sopia, estava dentro da mala que agora balouçava livre e serena na ponta dos dedos…
Elevou-se no porte, balançou os cabelos, ergueu o queixo, avant-garde...
   Caminhou a tarde. Marimbou-se no restante.

___
Tag: contosdemulheres
publicado em http://noitedemel.blogspot.com/2009/08/estava-se-marimbando-sopia.html

Registado

Mel de Carvalho
www.noitedemel.blogs.sapo.pt
www.noitedemel.blogspot.com (apenas prosa)

Mais sobre mim: http://www.escritartes.com/forum/index.php?page=20
____
MT.ATENÇÃO: CÓPIAS TOTAIS OU PARCIAIS EM BLOGS OU AFINS SÓ C/AUTORIZAÇÃO EXPRESSA
Burity
Novo por cá
*
Offline Offline

Mensagens: 11
Convidados: 0


« Responder #1 em: Agosto 26, 2009, 18:14:41 »

Gostei muito do texto! Abraço.
Registado
Mel de Carvalho
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1660
Convidados: 0


"abraça o conteúdo e não a forma" Saint-Exupery


WWW
« Responder #2 em: Agosto 27, 2009, 11:35:17 »

Caro Burity,
sou-lhe grata pela leitura, pelas palavras.
Fraterno abraço
Mel
Registado
josé antonio
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 5837
Convidados: 0


escrever é um acto de partilha


« Responder #3 em: Agosto 27, 2009, 16:44:20 »

Mel,

Belo pedaço de narrativa a não perder e reler...
Abraço
Registado
Dionísio Dinis
Moderador Global
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 9734
Convidados: 0



WWW
« Responder #4 em: Agosto 29, 2009, 20:58:19 »

A qualidade ímpar a que já nos habituou, volta mais uma vez a estar bem patente neste belíssimo naco de prosa.
Bem-haja amiga Mel pela partilha.
Registado

Pensar amar-te, é ter o acto na palavra e o coração no corpo inteiro.
http://www.escritartes.com/forum/index.php
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18571
Convidados: 994



WWW
« Responder #5 em: Agosto 29, 2009, 21:41:26 »

Eu é que fiquei sem entender o que aconteceu ao meu comentário ao texto... fui a primeira a comentá-lo!

Com a rudeza da realidade, a simplicidade estudada das palavras necessárias. E bem distribuídas por um texto com a qualidade só tua.
beijo
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o número: 358/2009 e 4659/2010
gdec2001
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2181
Convidados: 0



« Responder #6 em: Agosto 29, 2009, 22:34:07 »

Um bom pedaço de vida . Gostei
seu
Geraldes de Carvalho
Registado

Geraldes de Carvalho
http://gdecseeufossfosse-gdec.blogspot.pt
          -este é meu blog-
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Março 05, 2021, 20:16:50 ]

[Março 05, 2021, 20:10:38 ]

[Março 04, 2021, 21:10:40 ]

[Março 04, 2021, 20:59:45 ]

[Março 04, 2021, 20:57:58 ]

[Março 04, 2021, 20:37:35 ]

[Março 04, 2021, 11:03:39 ]

[Março 04, 2021, 02:51:45 ]

[Março 04, 2021, 02:48:51 ]

[Março 03, 2021, 19:28:01 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 129227
Total de Tópicos: 26473
Online hoje: 131
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 111
Total: 111
Últimas 30 mensagens:
Março 05, 2021, 20:17:07
Bom fim de semana para todos
Março 04, 2021, 20:58:41
Boa quinta para todos.
Março 03, 2021, 19:28:19
Boa noite para todos.
Março 02, 2021, 20:10:50
Boa noite feliz para todos.
Fevereiro 28, 2021, 17:12:44
Bom domingo para todos.
Fevereiro 26, 2021, 21:31:48
Bom fim de semana para tod@s.
Fevereiro 25, 2021, 20:52:03
Boa noite a todos.
Fevereiro 24, 2021, 20:43:45
Boa noite a todos.
Fevereiro 22, 2021, 16:46:56
Uma boa semana para todos.
Fevereiro 22, 2021, 16:43:41
Sejam muito bem vind@s
Fevereiro 22, 2021, 16:41:57
Boa tarde a todos.
Fevereiro 18, 2021, 20:52:07
Boa noite a todos.
Fevereiro 17, 2021, 19:09:25
Boa quarta para todos.
Fevereiro 16, 2021, 19:10:20
Boa noite a todos os presentes.
Fevereiro 15, 2021, 14:54:45
Boa semana para todos.
Fevereiro 14, 2021, 15:29:30
Bom domingo para todos.
Fevereiro 13, 2021, 18:43:03
Boa noite  e boas escritas.
Fevereiro 13, 2021, 16:07:55
Bom sábado para todos.
Fevereiro 12, 2021, 15:10:54
Boa sexta para todos.
Fevereiro 11, 2021, 18:15:43
Boa noite a todos os presentes e aos outros também.
Fevereiro 10, 2021, 17:37:17
Boa tarde a todos.
Fevereiro 09, 2021, 20:11:23
Boa noite para todos.
Fevereiro 08, 2021, 17:06:00
Boa tarde para todos.
Fevereiro 06, 2021, 16:34:50
Boa tarde feliz para todos
Fevereiro 01, 2021, 15:26:42
Bom Fevereiro de boas memórias.
Janeiro 31, 2021, 17:07:34
Boa tarde feliz para todos.
Janeiro 30, 2021, 16:48:55
Boa tarde feliz para todos
Janeiro 23, 2021, 14:51:16
Boa tarde para todos.
Janeiro 21, 2021, 11:44:25
Bom dia feliz para todos
Abril 04, 2020, 09:57:10
Bom dia para todos!
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.162 segundos com 29 procedimentos.