EscritArtes
Setembro 21, 2021, 16:58:29 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Vida e Morte no Sanatório em 1940  (Lida 4319 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1024
Convidados: 0



« em: Outubro 15, 2013, 22:08:57 »

      A Irmã Teresa disse-me que temos uma nova doente. É uma rapariga de 20 anos, vem de Amarante e pelos vistos os pais vão para o Brasil. Levam as outras três filhas.
 
      Mais uma que talvez apodreça neste belo edifício, erguido na montanha como um santuário maldito. O ar é puro, cheio de fragrâncias, mas pergunto-me se serão os pinheiros, os abetos e as outras árvores capazes de limpar os pulmões dos que chegam minados por este flagelo. Serão, a clausura a que os submetemos quando chegam a cuspir sangue, a escrupulosa higiene e as vaporizações com aroma a eucalipto suficientes para a curar e restitui-la à família?

      Tão jovem e a vida está a negar-lhe tudo. Talvez até tenha já pensado em ser mãe. Mas se foi assim é mais um projecto adiado, queira Deus que não ad eternum. Acontecerá isso se eu, este sanatório, as abnegadas freiras e todos os que aqui trabalham a não conseguirmos salvar. Aqui morre-se e vive-se com o mesmo oxigénio. A diferença entre uma coisa e outra é um miserável bacilo surgido do nada e propagado nas asas do vento com um anjo maléfico disposto a ceifar vidas sem contemplações.

      É difícil ser médico a pouco menos de metade do século XXI  e  ainda mais trabalhar  com tuberculosos. É um drama. Quase todos os dias há gente a partir, sem surpresa para mim e para os meus colegas que lhes vemos as sombras acoitadas no peito como necrófagos à espera de carne putrefacta. Quanta compaixão não é precisa para pintar ao doente uma tela que o tenha como tema, curado e com um futuro risonho à frente.  Mas, numa grande parte das vezes, a realidade é outra e perante os nossos olhos está o espectro abominável da morte, cujo esqueleto vemos antecipadamente naquelas malfadadas chapas cinzentas reveladas em contraluz num frio consultório onde a impotência se instalou.
  
De vez em quando o desânimo abate-se sobre mim. Não sei por que fiz aquele juramento a Hipócrates se não salvo todas as vidas que queria e as que mereciam ser salvas. Todas, sem excepção. Quantas me fogem por entre os dedos como areia com pressa de voltar à rocha de onde se fragmentou e à natureza que a criou!...

      Depois, penso na metáfora da areia e reconforto-me, pensando que talvez quem parte não esteja senão a regressar a casa onde não faltará, nem paz, nem amor, nem compaixão, nos braços de Deus e na sua infinita misericórdia, depois de o mundo lhes ter sido tão cruel. É quando eu próprio mais preciso de Deus. Preciso Dele para me reerguer, continuar e olhar com abnegação os olhos de quem vem até mim pedir a esperança que às vezes não tenho, como se eu fosse o próprio Deus e não tivesse o direito de desiludir… Talvez os olhos desta rapariga, que chegou sem saber se um dia poderá vir a ser mãe.

      A jovem já está instalada na ala feminina e a ficha dela diz-me que o pai era ferroviário.
 
       Examino-a mal posso, analiso o seu historial clínico e tenho um estranho pressentimento. Este não será um caso abençoado dos que, felizmente, ainda me vão acontecendo.

      Trajando já a roupa que distingue os doentes das outras pessoas, conversamos os dois. Ela dum lado e eu do outro da divisória que separa dois mundos. Apetece-me transpor esta barreira mas não devo fazê-lo, em nome dos outros doentes. Subsiste sempre o receio de que o maldito bacilo decida não embocar na janela de saída alojando-se por aí onde eu o possa respirar incautamente.

      Ela diz-me que os pais irão para o Brasil e que aí se lhes juntará mal esteja curada. Pergunto-lhe se no lugar morava havia mais alguém doente e responde-me afirmativamente, um rapaz colega do pai, com quem foi forçada a acabar o namoro quando a família decidiu partir deixando-a aqui. Foi, com toda a certeza, o infeliz a contaminá-la e pergunto-lhe por ele. Obtenho como resposta que não sabe o nome do sanatório onde o jovem está.

      Penso então em Camilo e no seu “Amor de Perdição”. Também neste caso um perdeu o outro, nos beijos trocados com  a inocência de quem julga ter uma vida inteira pela frente.

      Fico arrasado enquanto Celeste fala do coro da igreja onde ensaiava para cantar no domingo seguinte na missa. A irmã Doroteia, que está com ela, protegida com uma máscara branca, esboça um sorriso de aprovação. “Esta rapariga conhecerá o céu”, deve ter pensado. Concordo com mágoa, depois de lhe sentir uma tosse cheia de purga vinda dos pulmões contaminados pelo mal.

      Pergunto-lhe se gosta do sanatório, ela diz que o acha muito bonito. Perdido na montanha e com tanta gente parece uma cidade em que nada falta. Só é pena não poder ir onde quiser, por causa das restrições de circulação- diz. Gosta sobretudo das grandes janelas debruçadas na montanha e  semelhantes aos claustros do Convento de S. Gonçalo.

      Prometo curá-la, sai agradecida… Deus nunca castigará um médico pelas suas mentiras, quantas vezes o único remédio para quem não tem outro… Como a Celeste, um anjo dentro em breve a subir ao céu, se não ficar aqui perdido para sempre como um fantasma triste.
« Última modificação: Abril 15, 2014, 18:22:00 por Maria Gabriela de Sá » Registado

Dizem de mim que talvez valha a pena conhecer-me.
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18540
Convidados: 994



WWW
« Responder #1 em: Outubro 16, 2013, 19:03:24 »

Excelente texto! Dá um prazer imenso ler escrita assim.
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o número: 358/2009 e 4659/2010
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1024
Convidados: 0



« Responder #2 em: Outubro 16, 2013, 20:12:59 »

Olá, obrigada, será que poderia ser mudado o título ....... para Vida e Morte no Sanatório em 1940? È que cometi um lapso estúpido...

Abraço

Rafaela Plácido
« Última modificação: Março 30, 2014, 00:04:28 por Maria Gabriela de Sá » Registado
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18540
Convidados: 994



WWW
« Responder #3 em: Outubro 16, 2013, 20:23:20 »

Já está!
Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1024
Convidados: 0



« Responder #4 em: Outubro 16, 2013, 20:26:03 »

Ok. a preguiça matou-me - risos - Era Vida e Morte no Sanatório em 1940 Cheesy. Assim não fica sério.... risos
Registado
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18540
Convidados: 994



WWW
« Responder #5 em: Outubro 17, 2013, 06:18:49 »

Bem que me pareceu estranho...
Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1024
Convidados: 0



« Responder #6 em: Outubro 17, 2013, 13:05:36 »

Obrigada, as minhas desculpas.

Abraço
Rafaela
Registado
Figas de Saint Pierre de
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 3074
Convidados: 0


« Responder #7 em: Outubro 27, 2013, 13:47:33 »

O ar puro da tua escrita tudo purifica, até o texto, que de doença  impregnado no final fica curado!
Digo eu, que não sou boticário!
FigasAbraço

Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1024
Convidados: 0



« Responder #8 em: Outubro 27, 2013, 16:30:17 »

Quem desse, Figas, começaria a escrever compulsivamente até curar todos os males, começando pelos meus.

Abraço
Registado
Figas de Saint Pierre de
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 3074
Convidados: 0


« Responder #9 em: Outubro 28, 2013, 10:52:49 »

O que eu te desejo é vivas num ambiente contaminado de amor e carinho. Tu mereces. FigasKisses
Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1024
Convidados: 0



« Responder #10 em: Fevereiro 20, 2021, 21:11:23 »

Gosto bastante deste texto.
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Setembro 20, 2021, 21:04:31 ]

[Setembro 20, 2021, 20:57:15 ]

[Setembro 19, 2021, 22:36:44 ]

[Setembro 19, 2021, 22:34:54 ]

[Setembro 19, 2021, 22:32:32 ]

[Setembro 19, 2021, 22:30:17 ]

[Setembro 19, 2021, 22:22:51 ]

[Setembro 18, 2021, 21:01:30 ]

[Setembro 18, 2021, 20:58:51 ]

[Setembro 16, 2021, 22:28:19 ]
Membros
Total de Membros: 792
Ultimo: Leonardrox
Estatísticas
Total de Mensagens: 129478
Total de Tópicos: 26504
Online hoje: 334
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 296
Total: 296
Últimas 30 mensagens:
Setembro 14, 2021, 10:50:24
Bom dia. O site vai migrar para outra plataforma no dia 23 deste mês de setembro. Aconselha-se as pessoas a fazerem cópias de algum material que não tenham guardado em meios pessoais. Não está previsto perder-se nada, mas poderá acontecer. Obrigada.

Maio 10, 2021, 20:44:46
Boa noite feliz para todos
Maio 07, 2021, 15:30:47
Olá! Boas leituras e boas escritas!
Abril 12, 2021, 19:05:45
Boa noite a todos.
Abril 04, 2021, 17:43:19
Bom domingo para todos.
Março 29, 2021, 18:06:30
Boa semana para todos.
Março 27, 2021, 16:58:55
Boa tarde a todos.
Março 25, 2021, 20:24:17
Boia noite para todos.
Março 22, 2021, 20:50:10
Boa noite feliz para todos.
Março 17, 2021, 15:04:15
Boa tarde a todos.
Março 16, 2021, 12:35:25
Olá para todos!
Março 13, 2021, 17:52:36
Olá para todos!
Março 10, 2021, 20:33:13
Boa feliz noite para todos.
Março 05, 2021, 20:17:07
Bom fim de semana para todos
Março 04, 2021, 20:58:41
Boa quinta para todos.
Março 03, 2021, 19:28:19
Boa noite para todos.
Março 02, 2021, 20:10:50
Boa noite feliz para todos.
Fevereiro 28, 2021, 17:12:44
Bom domingo para todos.
Fevereiro 26, 2021, 21:31:48
Bom fim de semana para tod@s.
Fevereiro 25, 2021, 20:52:03
Boa noite a todos.
Fevereiro 24, 2021, 20:43:45
Boa noite a todos.
Fevereiro 22, 2021, 16:46:56
Uma boa semana para todos.
Fevereiro 22, 2021, 16:43:41
Sejam muito bem vind@s
Fevereiro 22, 2021, 16:41:57
Boa tarde a todos.
Fevereiro 18, 2021, 20:52:07
Boa noite a todos.
Fevereiro 17, 2021, 19:09:25
Boa quarta para todos.
Fevereiro 16, 2021, 19:10:20
Boa noite a todos os presentes.
Fevereiro 15, 2021, 14:54:45
Boa semana para todos.
Fevereiro 14, 2021, 15:29:30
Bom domingo para todos.
Fevereiro 13, 2021, 18:43:03
Boa noite  e boas escritas.
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.136 segundos com 28 procedimentos.