EscritArtes
Dezembro 13, 2019, 15:43:35 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Edgar Allan Poe  (Lida 4692 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Dionísio Dinis
Moderador Global
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 9511
Convidados: 0



WWW
« em: Mar√ßo 08, 2014, 18:05:09 »

BIOGRAFIA
Edgar Allan Poe nasceu no seio de uma família escocesa-irlandesa, filho do ator David Poe Jr., que abandonou a família em 1810, e da atriz Elizabeth Arnold Hopkins Poe, que morreu de tuberculose em 1811. Depois da morte da mãe, Poe foi acolhido por Francis Allan e o seu marido John Allan, um mercador de tabaco bem sucedido de Richmond, que nunca o adotou legalmente, mas lhe deu o seu sobrenome (muitas vezes erroneamente escrito "Allen"). Depois de frequentar a escola de Misses Duborg em Londres, e a Manor School em Stoke Newington, Poe regressou com a família Allan a Richmond em 1820, e registrou-se na Universidade da Virgínia, em 1826, que viria a frequentar durante um ano apenas. Desta viria a ser expulso graças ao seu estilo aventureiro e boêmio.

Na sequência de desentendimentos com o seu padrasto, relacionados com as dívidas de jogo, Poe alistou-se nas forças armadas, sob o nome Edgar A. Perry, em 1827. Nesse mesmo ano, Poe publicou o seu primeiro livro, Tamerlane and Other Poems. Depois de dois anos de serviço militar, acabaria por ser dispensado. Em 1829, a sua madrasta faleceu, ele publicou o seu segundo livro, Al Aaraf, e reconciliou-se com o seu padrasto, que o auxiliou a entrar na Academia Militar de West Point. Em virtude da sua, supostamente propositada, desobediência a ordens, ele acabou por ser expulso desta academia, em 1831, fato pelo qual o seu padrasto o repudiou até a sua morte, em 1834.

Poe mudou-se, em seguida, para Baltimore, para a casa da sua tia vi√ļva, Maria Clemm, e da sua filha, Virg√≠nia Clemm. Durante esta √©poca, Poe usou a escrita de fic√ß√£o como meio de subsist√™ncia e, no final de 1835, tornou-se editor do jornal Sothern Literary Messenger em Richmond, tendo trabalhado nesta posi√ß√£o at√© 1837. Neste intervalo de tempo, Poe acabaria por casar, em segredo, com a sua prima Virg√≠nia, de treze anos, em 1836.

Em 1837, Poe mudou-se para Nova Iorque, onde passaria quinze meses aparentemente improdutivos, antes de se mudar para Filad√©lfia, e pouco depois publicar The Narrative of Arthur Gordon Pym. No ver√£o de 1839, tornou-se editor assistente da Burton's Gentleman's Magazine, onde publicou um grande n√ļmero de artigos, hist√≥rias e cr√≠ticas. Nesse mesmo ano, foi publicada, em dois volumes, a sua colec√ß√£o Tales of the Grotesque and Arabesque (traduzido para o franc√™s por Baudelaire como "Histoires Extraordinaires" e para o portugu√™s como Hist√≥rias Extraordin√°rias), que, apesar do insucesso financeiro, √© apontada como um marco da literatura norte-americana.

Durante este período, Virgínia Clemm soube sofrer de tuberculose, que a tornaria inválida e acabaria por levá-la à morte. A doença da mulher acabou por levar Poe ao consumo excessivo de álcool e, algum tempo depois, este deixou a Burton's Gentleman's Magazine para procurar um novo emprego. Regressou a Nova Iorque, onde trabalhou brevemente no Evening Mirror, antes de se tornar editor do Brodway Journal. No início de 1845, foi publicado, no jornal Evening Mirror, o seu popular poema The Raven (em português "O Corvo").

Em 1846, o Brodway Journal faliu, e Poe mudou-se para uma casa no Bronx, hoje conhecida como Poe Cottage e aberta ao p√ļblico, onde Virg√≠nia morreu no ano seguinte. Cada vez mais inst√°vel, ap√≥s a morte da mulher, Poe tentou cortejar a poeta Sarah Helen Whitman. No entanto, o seu noivado com ela acabaria por falhar, alegadamente em virtude do comportamento err√°tico e alco√≥lico de Poe, mas bastante provavelmente tamb√©m devido √† intromiss√£o da m√£e de Miss Whiteman. Nesta √©poca, segundo ele mesmo relatou, Poe tentou o suic√≠dio por sobredosagem de l√°udano, e acabou por regressar a Richmond, onde retomou a rela√ß√£o com uma paix√£o de inf√Ęncia, Sarah Elmira Royster, ent√£o j√° vi√ļva.

Diferentemente da maioria dos autores de contos de terror, Poe usa uma espécie de terror psicológico em suas obras, seus personagens oscilam entre a lucidez e a loucura, quase sempre cometendo atos infames ou sofrendo de alguma doença. Seus contos são sempre narrados na primeira pessoa.

No dia 3 de Outubro de 1849, Poe foi encontrado nas ruas de Baltimore, com roupas que n√£o eram as suas, em estado de delirium tremens, e levado para o Washington College Hospital, onde veio a morrer apenas quatro dias depois. Poe nunca conseguiu estabelecer um discurso suficientemente coerente, de modo a explicar como tinha chegado √† situa√ß√£o na qual foi encontrado. As suas √ļltimas palavras teriam sido, de acordo com determinadas fontes, ¬ęIt's all over now: write Eddy is no more¬Ľ, em portugu√™s, ¬ęEst√° tudo acabado: escrevam Eddy j√° n√£o existe¬Ľ.

Nunca foram apuradas as causas precisas da morte de Poe, sendo bastante comum, apesar de incomprovada, a ideia de a causa do seu estado ter sido embriaguez. Por outro lado, muitas outras teorias têm sido propostas ao longo dos anos, de entre as quais: diabetes, sífilis, raiva, e doenças cerebrais raras.

in:http://edgarallanpoe2k.blogspot.pt/2009/07/edgar-allan-poe-biografia_17.html
Ficheiros Anexos Miniatura(s):
Registado

Pensar amar-te, é ter o acto na palavra e o coração no corpo inteiro.
http://www.escritartes.com/forum/index.php
margarida
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 814
Convidados: 0



« Responder #1 em: Mar√ßo 08, 2014, 18:34:29 »

Excelente a vossa ideia de nos trazer mais conhecimento. Ainda estou a ler o livro com que fui premiada. Confesso que n√£o esperava outro tipo de escrita dado o t√≠tulo. Mas n√£o esperava t√£o boa escrita num autor t√£o pouco conhecido. Podia tentar ganhar mais este pr√©mio, mas n√£o seria justo. Como n√£o sei ver em que posi√ß√£o estou na escala das participa√ß√Ķes, fica j√° aqui anunciado que, por n√£o considerar justo, se voltar a ficar em primeiro lugar, cedo o pr√©mio ao segundo classificado  :woot: :woot:
Registado
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18368
Convidados: 994



WWW
« Responder #2 em: Mar√ßo 08, 2014, 18:46:30 »

√Č sempre bom reler. E conhecer a vida de autores t√£o importantes como Poe.
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o n√ļmero: 358/2009 e 4659/2010
Alfredo D
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 584
Convidados: 0



« Responder #3 em: Mar√ßo 09, 2014, 18:56:48 »

Grande vida.
Registado
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18368
Convidados: 994



WWW
« Responder #4 em: Mar√ßo 05, 2015, 07:42:13 »

Em
 http://revistalingua.uol.com.br/textos/blog-redacao/sete-tecnicas-de-escrita-usadas-por-edgar-allan-poe-339004-1.asp

Quando uma obra liter√°ria se torna um cl√°ssico, √© dif√≠cil imaginar a t√©cnica que o escritor empregou ao produzi-la. Al√©m do talento, a t√©cnica liter√°ria √© importante para um artista das letras manter a qualidade de suas produ√ß√Ķes.


O site norte-americano Open Culture compilou os conselhos que Edgar Allan Poe deu para produzir poemas e romances vívidos. As dicas foram retiradas do texto "The philosophy of composition" ("A filosofia da composição", em tradução livre).


Confira as sete dicas:


1 - Saiba o desfecho antecipadamente, antes de começar a escrever
Para Poe, logo que o autor começar a escrever, ele deve manter o final do enredo à vista, para dar à história um toque de "consequência" e inevitabilidade


2 - Mantenha o texto curto
O escritor argumenta que uma obra liter√°ria deve ser curta para que o espectador seja capaz de l√™-la de uma vez. Para ele, se o escritor for√ßa o leitor a pausar a leitura, os seus afazeres o interferem e quebram a totalidade da produ√ß√£o. "√Č certo que em alguns g√™neros da prosa [..] n√£o se exige a unidade, porque aquele limite pode ser traspassado. Sem embargo, nunca ser√° conveniente traspass√°-lo em um poema"


3 - Decida sobre o efeito desejado
O autor deve decidir antecipadamente qual a impressão que deseja passar para o leitor. Poe exemplifica com "O Corvo", poema que ele quis que levasse as almas sensíveis às lágrimas.


4 - Escolha o tom da obra
Poe exemplifica com "O Corvo" como a escolha do tom da obra deve permanecer at√© o fim. Neste caso, foi a melancolia, sentimento que, segundo ele, "√© o mais id√īneo dos tons po√©ticos". Assim, decidindo este aspecto, o autor pode escolher outras ferramentas e t√©cnicas de linguagem para empregar.


5 - Determine o tema e a caracterização da obra
De acordo com o tom de um texto, Poe aconselha a determinar o tema e o tipo de caracterização dos personagens. No caso de "O Corvo", a morte foi escolhida por ser o tema mais melancólico de todos. Aliá-la à beleza, como na morte de uma pessoa bonita, foi o modo que o autor escolheu para caracterizar o personagem e deixar o texto mais poético.


6 - Estabeleça o clímax
Estabelecendo o momento em que o clímax se dá, Poe acredita que fica mais fácil determinar o ritmo, a métrica, o comprimento e a harmonia geral do texto. Assim como na etapa de planejamento, ele recomenda que a escrita tenha seu começo no fim.

7 - Determinar o cen√°rio
S√≥ ap√≥s esclarecer sua proposta e saber como alcan√ß√°-la, Poe recomenda decidir situar a cena no espa√ßo. Decidir estes detalhes depois n√£o significa que s√£o "reflex√Ķes posteriores", mas que s√£o resultado do trabalho feito anteriormente.
Registado
Maria Gabriela de S√°
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 827
Convidados: 0



« Responder #5 em: Mar√ßo 08, 2015, 18:27:13 »

Acontece-me, às vezes, nem sempre, trabalhar à volta do título que escolhi, valerá está regra apesar de não estar mencionada no texto?

Bj.
Registado

Dizem de mim que talvez valha a pena conhecer-me.
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18368
Convidados: 994



WWW
« Responder #6 em: Mar√ßo 09, 2015, 07:10:52 »

Acaba por se ligar ao tema. O título tem que ver com o tema escolhido. Mas claro que vale!
Registado
Oswaldo Eurico Rodrigues
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6040
Convidados: 0


Amo a Literatura e as artes.


« Responder #7 em: Maio 30, 2016, 20:19:37 »

Eis um autor ao qual estou muito tempo distante. Preciso corrigir isso.
Registado

Oswaldo Eurico Rodrigues


Escrevo também nos sites Recanto das Letras (www.recantodasletras.com.br)
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18368
Convidados: 994



WWW
« Responder #8 em: Junho 01, 2016, 06:54:25 »

Acertado! Vamos a isso!
Registado
Oswaldo Eurico Rodrigues
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6040
Convidados: 0


Amo a Literatura e as artes.


« Responder #9 em: Setembro 21, 2016, 19:33:07 »

Li "O corvo" numa tradução de Fernando Pessoa. Foi um bom regresso.
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Dezembro 11, 2019, 19:36:51 ]

[Dezembro 10, 2019, 20:07:44 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:09:30 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:08:41 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:06:50 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:05:38 ]

[Dezembro 10, 2019, 18:11:15 ]

[Dezembro 10, 2019, 17:46:25 ]

[Dezembro 10, 2019, 17:45:09 ]

[Dezembro 10, 2019, 17:43:28 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128058
Total de Tópicos: 26259
Online hoje: 190
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 198
Total: 198
Últimas 30 mensagens:
Dezembro 06, 2019, 20:13:01
Boa noite feliz para todos
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, n√£o h√° coment√°rios.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dion√≠sio. Obrigado pelo teu coment√°rio. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos coment√°rios. Evito-os, para n√£o  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem l√™ l√™, quem n√£o l√™ n√£o l√™. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que est√£o e os que vir√£o.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Junho 28, 2019, 14:37:28
Boa tarde. Hoje, apeteceu-me saudar todos os que aqui tentam p√īr arte na pena. Figasabra√ßo
Maio 18, 2019, 19:22:13
Ol√°! Boa leitura e boa escrita para todos!
Maio 01, 2019, 17:26:47
Boa escrita e boa leitura para todos!
Março 30, 2019, 10:37:35
Boas leituras e boas escritas para todos!
Janeiro 27, 2019, 19:36:43
Boa noite feliz para todos.
Janeiro 11, 2019, 09:21:27
Ol√° para todos!
Dezembro 24, 2018, 21:55:27
Boas Festas.
Novembro 03, 2018, 14:19:38
Claro que sim, Mateus. Vamos lá puxar pelos neurónios?
Novembro 01, 2018, 18:36:27
Ol√° para todos!
Novembro 01, 2018, 15:51:21
A ideia com que fiquei em conversas, era a de que se pretendia fazer, uma sequela do "esfaqueador". Agora estou baralhado.
Outubro 31, 2018, 18:31:48
Temos um tópico em aberto "sem título". Podem entrar. A ideia é fazer algo ao jeito do Esfaqueador da Régua. Estão convidados!
Setembro 12, 2018, 14:34:00
Esfaqueador da Régua, aqui nascido, terá o seu lançamento na Feira do livro do Porto, dia 21 de Setembro.
Julho 04, 2018, 13:54:05
Bom dia.
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.148 segundos com 28 procedimentos.