EscritArtes
Dezembro 06, 2019, 08:00:45 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Sortil√©gio 32 -Quase no fim-  (Lida 1782 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
gdec2001
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2063
Convidados: 0



« em: Mar√ßo 21, 2014, 20:25:57 »



O casamento é o fim de um outro princípio .Ou era...
 

 
Foi uma cerimónia um tanto complicada porque, na verdade, eles não foram à própria repartição do registo. Foi ela que veio a casa deles, ou melhor, a casa dos pais dela, onde a cerimónia teve lugar.
A Elsa convidou toda a gente que conhece e de que gosta. Só então reparou que era tanta .
Ela investigou e conseguiu encontrar até o Manuel, o indisciplinado primo do José. Ele apresentou-se muito bem vestido com um fato de corte moderno, branco, completamente branco. Disse que estava a escrever um livro defendendo uma espécie de panteísmo global, como regra de vida "pois que tudo é deus, até a merda" e, virando-se para o José, afirmou que sempre soubera que os anjos se casavam quando chegava a altura.
Reuniu um grupo de jovens - e não só - à sua volta, a quem confessou que cometera muitas loucuras procurando a liberdade mas que agora entendia que ela sempre estivera presente, escondida dentro dele e ninguém podia tirar-lha. Coisas que todos sabemos mas que ouvidas da sua boca parecem estranhas novidades. Calou-se então, durante bastante tempo mas, como continuava a ser seguido por alguns dos circunstantes, virou-se para eles e entre alegre e zangado mandou-os à merda, "ou melhor à fava pois merda já disse uma vez e chega", esclarecendo que nem ele era nenhum Cristo nem eles seriam nenhuns discípulos mas pessoas equilibradas e inteligentes como se depreendia do facto de serem amigos do José ou da Elsa. E todos se riram, pois ninguém era capaz de se zangar com ele. O Moisés, um rapaz alto, esquelético e calado porque bastante tímido, perguntava a si próprio qual a causa da atracção que aquele homem exercia sobre ele ora supondo que o seguira porque se divertia com o que ele dizia, ora porque o olhar dele o perturbava tanto que nem queria confessar a si próprio o quanto.
O Mário, irmão do Manuel acha tudo aquilo uma tontice ou, na melhor das hipóteses, um desperdício de inteligência. No entanto quando o Manuel chegou, abraçou-o com ternura pois já o não via há bastante tempo.
A Alexandra disse ao filho com o seu ar seco: Ent√£o, j√° n√£o sabes onde fica a tua casa?
Ele respondeu com um riso alegre e deu-lhe um beijo bastante repenicado o que a amoleceu. Precisava de confessar que aquele rapaz bastante maluco, se tornara muito belo, pensou ela. Era parecidíssimo com o pai, um homem que ela desperdiçara, estupidamente...Devia gostar mais do Mário, um rapaz sensato bem casado há quase quatro anos e que já lhe dera uma netinha bem bonita, mas, ... gosta de ambos embora de uma maneira muito diferente. Na verdade não confessa, nem a si própria, a sua predilecção por "aquele maluco".
O Luis apareceu trazendo o seu carão feio e sorridente, extremamente simpático e parecendo quase ingénuo. Não se diz que seja um homem com tanto sucesso como na verdade tem. Consegue rir-se mesmo com as graças do pai que na opinião da mãe se tornaram esgares como as caretas com que as acentua. A Adélia repreende mansamente a Inês por causa da incompreensão desta em relação ao marido de cujas graças tanto gostara. A Inês diz que ela tem toda a razão mas não consegue deixar de se irritar ao ouvir a mesma história pela milésima primeira vez. O Fernando que continua a gostar muito da mulher, esforça-se por não abrir a boca na presença dela mas, de vez em quando, esquece-se.
A In√™s anda um tanto irritadi√ßa porque deixou de trabalhar e a criada tamb√©m a n√£o deixa fazer nada de tal maneira que j√° esteve quase para a despedir por causa disso. √Č uma ma√ßada, ter dinheiro, conclui. Vieram ao casamento extremamente bem vestidos mas de uma maneira muito formal. Os dois homens n√£o se preocupam muito com isso e a Maria In√™s imp√īs o seu modelo.
A Olívia vestiu-se sumptuosamente, ainda que com razoável bom gosto. Ora parece muito alegre ora se ausenta parecendo nem estar presente. A Adélia também lhe acudiu pois sabe bem a causa de tais ausências.
O Duarte, cheio de contentamento e orgulho, bebeu um pouco de mais e brincou com os mais novos como se fosse um deles. Não parecia, naquela hora, ser o esforçado e sisudo industrial que lutara pela riqueza com tanto êxito.
A Adélia e o Mário respiram, agora, uma felicidade tranquila.
Ao Mário já quase não lhe passam pela cabeça os antigos tormentos. Olha o José e sente-o como verdadeiramente seu filho porque afinal foi ele quem o alimentou e o vestiu, quem lhe ensinou as primeiras letras e quem ouviu as suas primeiras confidências de homem. Quem lhe vigiou os sonos, geralmente tranquilos mas por vezes um tanto perturbados. Coisas de crianças...
A Adélia mistura com a sua felicidade, uma certa nostalgia pois sabe que deixou de ser a primeira pessoa, nos pensamentos do filho. Consola-se porém porque também ama muito a sua vencedora, aquela querida Elsa que já estivera para ser, também, sua filha e agora voltava a sê-lo, segundo o entendimento comum. Não que ela a ame mais, por isso...
O José e a Elsa começaram o seu casamento despreocupados, como coisa que nem era deles mas principalmente do pai da Elsa.
Est√£o felizes como ontem e nos dias anteriores, desde que vivem juntos.
Vestiram-se lindos como agora √© seu h√°bito ; ligeiramente antiquados , assim a lembrarem, moderadamente, um par dos fins do s√©culo 18 ; rom√Ęnticos mas, tamb√©m, um pouquinho barrocos.
Mas à medida que a festa se desenvolveu foram contagiados pela alegria geral.

Geraldes de Carvalho
Registado

Geraldes de Carvalho
http://gdecseeufossfosse-gdec.blogspot.pt
          -este √© meu blog-
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18361
Convidados: 994



WWW
« Responder #1 em: Mar√ßo 21, 2014, 22:20:34 »

E tudo fica bem quando acaba bem!
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o n√ļmero: 358/2009 e 4659/2010
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 1004
Convidados: 0


outono


« Responder #2 em: Mar√ßo 21, 2014, 23:42:21 »

Uma história na qual estivemos ou estaremos. Gostei.
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Dezembro 05, 2019, 20:56:58 ]

[Dezembro 05, 2019, 20:52:18 ]

[Dezembro 05, 2019, 19:40:27 ]

[Dezembro 05, 2019, 19:39:51 ]

[Dezembro 05, 2019, 19:38:48 ]

[Dezembro 05, 2019, 19:37:57 ]

[Dezembro 05, 2019, 19:36:15 ]

[Dezembro 04, 2019, 17:50:50 ]

[Dezembro 04, 2019, 17:18:17 ]

[Dezembro 04, 2019, 17:17:11 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128040
Total de Tópicos: 26259
Online hoje: 170
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 211
Total: 211
Últimas 30 mensagens:
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, n√£o h√° coment√°rios.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dion√≠sio. Obrigado pelo teu coment√°rio. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos coment√°rios. Evito-os, para n√£o  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem l√™ l√™, quem n√£o l√™ n√£o l√™. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que est√£o e os que vir√£o.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Junho 28, 2019, 14:37:28
Boa tarde. Hoje, apeteceu-me saudar todos os que aqui tentam p√īr arte na pena. Figasabra√ßo
Maio 18, 2019, 19:22:13
Ol√°! Boa leitura e boa escrita para todos!
Maio 01, 2019, 17:26:47
Boa escrita e boa leitura para todos!
Março 30, 2019, 10:37:35
Boas leituras e boas escritas para todos!
Janeiro 27, 2019, 19:36:43
Boa noite feliz para todos.
Janeiro 11, 2019, 09:21:27
Ol√° para todos!
Dezembro 24, 2018, 21:55:27
Boas Festas.
Novembro 03, 2018, 14:19:38
Claro que sim, Mateus. Vamos lá puxar pelos neurónios?
Novembro 01, 2018, 18:36:27
Ol√° para todos!
Novembro 01, 2018, 15:51:21
A ideia com que fiquei em conversas, era a de que se pretendia fazer, uma sequela do "esfaqueador". Agora estou baralhado.
Outubro 31, 2018, 18:31:48
Temos um tópico em aberto "sem título". Podem entrar. A ideia é fazer algo ao jeito do Esfaqueador da Régua. Estão convidados!
Setembro 12, 2018, 14:34:00
Esfaqueador da Régua, aqui nascido, terá o seu lançamento na Feira do livro do Porto, dia 21 de Setembro.
Julho 04, 2018, 13:54:05
Bom dia.
Março 01, 2018, 20:26:58
Boa noite!
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.12 segundos com 28 procedimentos.