EscritArtes
Dezembro 12, 2019, 11:30:17 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Goreti Dias – poesia viva e ao rubro  (Lida 2448 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Alice Santos
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1103
Convidados: 0


De mãos dadas pela poesia.


« em: Julho 12, 2016, 18:00:15 »

Goreti Dias – poesia viva e ao rubro

Não posso deixar de começar por desejar a todos um bom ano. Sim! Já estamos em 2016! O tempo passa e, não fosse todo o alarido provocado pelas festas, nem nos apercebíamos da entrada de mais um ciclo.
Como se costuma dizer “ano novo vida nova” e “quem muda Deus ajuda”, achei por bem fazer duas pequenas alterações a esta coluna. Como devem ter reparado, tenho escrito, ora sobre uma poetisa ora sobre um poeta, mas sempre escritores já falecidos.
O que muda? Perguntais vós… Vou passar a pesquisar e escrever sobre poetas vivos tendo em atenção o mês de nascimento, mas sem a preocupação se é homem ou mulher, e vou continuar a não esquecer os já desaparecidos.
Espero, assim, dar a conhecer nomes menos divulgados, mas já com provas dadas. Irei falar de poetas vivos e que levam a poesia a lugares que a poucos lembraria e a pessoas muitas vezes esquecidas pela sociedade. É que a poesia pode ir, quer à melhor galeria de arte, quer a uma instituição de apoio a pessoas com deficiência, tanto à prisão como ao mais luxuoso e emblemático café de qualquer cidade. No final, o que conta é que é de poesia que se fala aqui!
Começo 2016 apresentando-vos uma senhora - Goreti Dias.
Maria Goreti Andrade Carneiro Dias nasceu em Santo Tirso já Janeiro de 1958 estava quase a terminar. Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade do Porto, com Pós-graduação em Educação Especial dedicou a sua vida ao ensino de crianças e jovens portadores de deficiência.
Desde jovem que se dedica à escrita, embora tenha começado a publicar apenas nos anos 90. Colaborou em jornais como Jornal de Notícias, Jornal de Santo Tyrso e Entremargens.
O seu amor à literatura levou-a a criar um site dedicado à publicação de textos de vários estilos literários, onde os autores, mediante registo gratuito, podem publicar, ler e comentar. Em http://www.escritartes.com/forum podemos encontrar desde ensaios a poesia. A partir deste sítio da internet já organizou concursos, coletâneas, quer de contos quer de poesia. Já vai no volume 8 a Colectânea de prosa e poesia A Arte pela Escrita, tal como site EscritArtes vai no seu oitavo ano de vida.
Tem, aliás, participado em inúmeras colectâneas. Destaco apenas algumas: Águas do verso, organizada pelo Jornal Entremargens; Antologia 2008, Luso-Poemas; Lugares e palavras do Porto, editado pela Lugar da Palavra; Contos Cardeais, EscritArtes e Mosaico de Palavras Editora; A Arte pela Escrita, EscritArtes e Mosaico de Palavras Editora.
Quando se decidiu publicar a solo, fê-lo com Diários, escritas quase inverosímeis, pela Mosaico de Palavras, em 2008. A partir daí não mais parou e a sua produção tem sido abundante e diferenciada. 
Para os mais pequenos escreveu Animais Nada Animais (2011) e Animais (Ainda) Mais Iguais (2014). Seguiram-se Dos Prazeres e seus Contrários e Nuances de Vermelho em Carne ao Rubro em 2015. Todos editados pela Mosaico de Palavras Editora.
A par da escrita organiza e participa, com regularidade, em tertúlias poéticas pelo Porto, arredores e Lisboa. Visita escolas e bibliotecas com “A hora do conto”. É convidada frequentemente a escrever os prefácios e a apresentar obras de outros autores.
Podemos constatar tratar-se de uma escritora bastante completa/plurifacetada.
Ninguém fica indiferente à sua poesia. Escrita de forma exímia, com um vocabulário riquíssimo, leva-nos por caminhos que queremos percorrer sem parar. A passos largos e decididos dá vontade de deixar “o escuro de grutas insalubres, / O cheiro nauseabundo da tristeza…” e gritar “aos ventos do Universo: / Calem-se!”. Apetece querer “um Mundo inteiro, / colossalmente colorido / e partilhado!”.
Rica em metáforas, em “palavras secretas”, mostra-nos a “leveza da fantasia”, através de versos que “Penetram o íntimo” e “desenham, numa magia indecifrável” os “desejos incontáveis” de leitores que ficam com as suas “almas transformadas”.
Mas a sua poesia também é feita de dilemas, entre o prazer e o contrário (dor), cujo “mundo é um teatro onde a vida dialoga com a morte”, e onde este se afoga “num egoísmo negro!”, ou onde apenas “ela” consegue planar “sobre a esperança em dias melhores!” e de sonhar “o sonho impossível de uma Humanidade feliz!” para logo a seguir cantar “o som, o sono e o sonho” e rir “no gozo de versos destemidos”, atrevendo-se “a desenhar em poemas tortos”.
A dada altura diz “Salve-se o consenso / E a falta de senso / Que esta vida desprovida de cor / Apaga os momentos / E os séculos à vista / Num descomunal contrassenso”.
Pois é bem verdade que nem sempre os poetas geram consenso entre os leitores. Contudo, estão todos de acordo numa coisa. A sua poesia não é cinzenta. Ela é viva e está sempre ao rubro, matizada pela paixão, pela saudade, pelo amor, pela sedução. Imbuída, até, de um subtil erotismo, no caso de Nuances de Vermelho em Carne ao Rubro. No fundo estão presentes todos os sentimentos que fazem girar o Homem.
Para Goreti Dias “A poesia não tem colete de varas, / não usa espartilho, / mas tem ouvidos de tísica!”, e, por isso mesmo, exclama:
 
Venham todos os sons!

Despenha-se o sol, a água e o bem por sobre o manto da terra;
a luz inunda a alma,
atordoa os sentidos,
blasfémia de ditos escondidos no tempo de nós.
Notas melodiosas espraiam-se pelas areias doiradas de páginas por escrever,
o som da poesia pinta de branco as minhas asas
e voo por cima da montanha nascida no teu querer.
Venham os versos embalar-me o sono;
venham os ritmos em passos de dança
e venham os teus pés descalços plantar em mim um amor Maior!

Canto o som, o sono e o sonho,
rio no gozo de versos destemidos,
canseiras por inventar
mas que me atrevo a desenhar em poemas tortos.

A poesia não tem colete de varas,
não usa espartilho,
mas tem ouvidos de tísica!

Venham todos os sons
e eu nela!

https://ruadaconstituicao.wordpress.com/2016/01/13/goreti-dias-poesia-viva-e-ao-rubro/
Registado
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18368
Convidados: 994



WWW
« Responder #1 em: Julho 12, 2016, 18:49:18 »

Obrigada pela análise cuidada ao meu percurso literário.
bjs
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o número: 358/2009 e 4659/2010
Alice Santos
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1103
Convidados: 0


De mãos dadas pela poesia.


« Responder #2 em: Julho 13, 2016, 17:02:15 »

Tentei ser o mais assertiva possível.
Ao escrever sobre quem se conhece ficamos mais sujeitos ao erro, pois a componente afetiva pode atrapalhar.
Bem... tentei ser imparcial...
Agora espero que os teus amigos não encontrem muitas falhas e não me façam uma espera...  Kiss

Registado
Oswaldo Eurico Rodrigues
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6040
Convidados: 0


Amo a Literatura e as artes.


« Responder #3 em: Julho 18, 2016, 14:14:00 »

É bom ler um texto crítico com esse teor sincero e respeitoso. Se não conhecesse nada da escrita da Goreti Dias, teria vontade de conhecer os textos dela. Se não conhecesse nada da escrita da Alice, teria feito um bom inicio.

Beijo para as duas

Do fã Oswaldo Eurico Rodrigues

Ficheiros Anexos Miniatura(s):
Registado

Oswaldo Eurico Rodrigues


Escrevo também nos sites Recanto das Letras (www.recantodasletras.com.br)
Alice Santos
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1103
Convidados: 0


De mãos dadas pela poesia.


« Responder #4 em: Agosto 30, 2016, 17:37:03 »

Obrigada Goreti e Oswaldo pela leitura e comentário.
Abraços
Registado
Oswaldo Eurico Rodrigues
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6040
Convidados: 0


Amo a Literatura e as artes.


« Responder #5 em: Setembro 01, 2016, 21:15:20 »

Relendo...
Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 827
Convidados: 0



« Responder #6 em: Setembro 03, 2016, 10:09:19 »

Uma análise fantástica, muito bem.


Parabéns para duas!

beijos
Registado

Dizem de mim que talvez valha a pena conhecer-me.
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 1006
Convidados: 0


outono


« Responder #7 em: Setembro 03, 2016, 23:19:48 »

Uma boa análise, uma merecida divulgação, de escritora para escritora, com enorme sensibilidade.
abraços
Registado
Alice Santos
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1103
Convidados: 0


De mãos dadas pela poesia.


« Responder #8 em: Setembro 14, 2016, 18:33:01 »

Obrigada Gabriela.
Tentei ser assertiva e deixar de lado o facto de conhecer a nossa amiga Goreti.

Nação Valente isso de "escritora para escritora" é que está "um bocadinho exagerado".
Devia ser de aprendiz para escritora a sério.
Digo eu!...
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Dezembro 11, 2019, 19:36:51 ]

[Dezembro 10, 2019, 20:07:44 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:09:30 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:08:41 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:06:50 ]

[Dezembro 10, 2019, 19:05:38 ]

[Dezembro 10, 2019, 18:11:15 ]

[Dezembro 10, 2019, 17:46:25 ]

[Dezembro 10, 2019, 17:45:09 ]

[Dezembro 10, 2019, 17:43:28 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128058
Total de Tópicos: 26259
Online hoje: 207
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 1
Convidados: 203
Total: 204
Últimas 30 mensagens:
Dezembro 06, 2019, 20:13:01
Boa noite feliz para todos
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, não há comentários.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dionísio. Obrigado pelo teu comentário. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos comentários. Evito-os, para não  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem lê lê, quem não lê não lê. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que estão e os que virão.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Junho 28, 2019, 14:37:28
Boa tarde. Hoje, apeteceu-me saudar todos os que aqui tentam pôr arte na pena. Figasabraço
Maio 18, 2019, 19:22:13
Olá! Boa leitura e boa escrita para todos!
Maio 01, 2019, 17:26:47
Boa escrita e boa leitura para todos!
Março 30, 2019, 10:37:35
Boas leituras e boas escritas para todos!
Janeiro 27, 2019, 19:36:43
Boa noite feliz para todos.
Janeiro 11, 2019, 09:21:27
Olá para todos!
Dezembro 24, 2018, 21:55:27
Boas Festas.
Novembro 03, 2018, 14:19:38
Claro que sim, Mateus. Vamos lá puxar pelos neurónios?
Novembro 01, 2018, 18:36:27
Olá para todos!
Novembro 01, 2018, 15:51:21
A ideia com que fiquei em conversas, era a de que se pretendia fazer, uma sequela do "esfaqueador". Agora estou baralhado.
Outubro 31, 2018, 18:31:48
Temos um tópico em aberto "sem título". Podem entrar. A ideia é fazer algo ao jeito do Esfaqueador da Régua. Estão convidados!
Setembro 12, 2018, 14:34:00
Esfaqueador da Régua, aqui nascido, terá o seu lançamento na Feira do livro do Porto, dia 21 de Setembro.
Julho 04, 2018, 13:54:05
Bom dia.
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.375 segundos com 28 procedimentos.