EscritArtes
Novembro 18, 2018, 16:40:44 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: 8.¬™ Colect√Ęnea - 8.¬ļ Anivers√°rio Escritartes
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,36064.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: O meu av√ī I  (Lida 527 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 969
Convidados: 0


outono


« em: Outubro 13, 2018, 16:03:36 »

Conheci apenas um av√ī. O outro j√° tinha partido para outros mundos, quando nasci. Mas n√£o garanto que n√£o o tenha encontrado, noutros horizontes, e que n√£o me tenha aconselhado a entrar na sua fam√≠lia, at√© porque herdei o seu nome e apelido. Seja ou n√£o seja, os factos que registo da mem√≥ria, prendem-se com as viv√™ncias com o av√ī Jos√© Lagos, durante o tempo que partilh√°mos.
O meu av√ī Z√©, quando come√ßou a nossa conviv√™ncia, vivia num lugar ermo, um pouco afastado da povoa√ß√£o. O edif√≠cio mais pr√≥ximo era a escola prim√°ria, num cabe√ßo g√©meo da sua casa. O av√ī Z√© era bastante soci√°vel, mas tinha, ao mesmo tempo, esp√≠rito de eremita. Prezava a sua privacidade longe de qualquer vizinhan√ßa.
N√£o me lembro do quando nem do porqu√™, de ter come√ßado a viver na casa do av√ī a tempo inteiro. Certamente, foi depois de ter come√ßado a frequentar a escola prim√°ria. Talvez pela proximidade da mesma, talvez por ma darem ali mais aten√ß√£o e import√Ęncia que me davam na casa dos pais, sempre muito ocupados, com as suas tarefas. Talvez me tenha mudado, quando o novo professor prim√°rio,  vindo de muito longe, perguntou aos alunos , quem vivia naquela casa. Um primo meu, mais expedito respondeu ‚Äú√© o meu tio‚ÄĚ, mas um outro colega, acrescentou ‚Äú√© o av√ī do Z√©‚ÄĚ.

O professor encarregou-me de ir pedir um copo de √°gua. Na altura n√£o existia √°gua pot√°vel na escola, nem √°gua engarrafada. Assim, cada vez que o professor tinha sede, l√° ia buscar a √°gua que o dessedentava, no intervalo de outras bebidas mais cal√≥ricas, que bebia a bom beber. A av√≥ reservou at√© um copo especial, de entre os poucos que possu√≠a. A √°gua vinda de um po√ßo e guardada em vasilha de barro, estava sempre fresquinha, e n√£o tinha aditivos qu√≠micos. Penso que mais que sede, o professor viciou-se naquela √°gua, que era dada com muita boa vontade. S√≥ uma vez percebi que o av√ī a deu a contragosto.

Est√°vamos em 1958, no dia do acto eleitoral para a Presid√™ncia da Rep√ļblica entre Am√©rico Tom√°s e Humberto Delgado, em que a vota√ß√£o decorria na escola prim√°ria. J√° a meio da tarde, apareceu o professor a pedir um copo de √°gua, estava, o meu av√ī, a trabalhar no seu mester de carpinteiro, completamente abstra√≠do do acto de votar. O av√ī, republicano convicto, que assistira ao nascimento da Rep√ļblica e fizera parte da Guarda Republicana, sabia que as elei√ß√Ķes n√£o passavam de uma fraude. As listas da oposi√ß√£o nem estavam na mesa de voto, e quem quis votar contra o regime, recebeu as listas na noite anterior, colocadas por debaixo das portas.
O professor, um homem do regime, bebeu com gosto o seu copo de √°gua, e a seguir dirigiu-se ao av√ī:
-Então senhor José, já foi votar?
-O av√ī que nunca teve essa inten√ß√£o embatucou.
- N√£o, senhor professor, tenho estado muito ocupado.
-Então não se atrase, disse o professor, fico à sua espera.
O av√ī ficou pior que c√£o raivoso. Parou o seu trabalho, atirou com as  ferramentas ao ch√£o, e disse em altos gritos:
-Eu vou lá, contrariado, e é por causa deste, referindo-se à minha pessoa. Claramente, sabia do poder de apoiantes do regime, e não quis arriscar algo que me pudesse prejudicar.

Quando conclu√≠ o ensino prim√°rio, o senhor professor conseguiu que um seu amigo, que lhe devia favores, e que possu√≠a, numa aldeia pr√≥xima, uma pequena escola, com paralelismo pedag√≥gico, me aceitasse como aluno, sem pagar a mensalidade elevada e incomport√°vel, o que na altura me desagradou, pois queria ingressar no mundo de trabalho, como era comum naquela √©poca.  No entanto, foi a oportunidade de seguir um pouco mais al√©m.

O nosso quotidiano era dif√≠cil, e a instru√ß√£o constitu√≠a uma porta para sairmos daquele microcosmos de pobreza. P√īr em causa os detentores do poder e do saber, n√£o era aconselh√°vel. Como hoje se diz, e para o que pensava ser o meu bem, o av√ī engoliu um grande sapo. Tanto mais, que essa forma de estar, nunca tinha feito parte da aventura que foi a sua vida, como se ver√°.
Um acto que me ficou sempre presente na memória, porque no nosso dia-a-dia, não deixa de estar presente, o que chamamos de passado, e que nos permite vivê-lo noutra perpectiva
Palavra de,
Cota-diano
Registado
carlossoares
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2649
Convidados: 0



WWW
« Responder #1 em: Outubro 13, 2018, 20:54:44 »

Nação Valente,

um texto magn√≠fico, digno de figurar em qualquer livro de leitura de todas as escolas, ao jeito de evangelho. Seja inventado ou n√£o, esse seu av√ī era um homem muito aut√™ntico e inteligente. Se n√£o √© inventado, digo mesmo que o seu av√ī era um tipo extraordin√°rio e admir√°vel. Se √© inventado, o Na√ß√£o Valente √© um tipo extraordin√°rio e admir√°vel de criatividade e de vis√£o do mundo. De uma ou de outra forma, est√° de parab√©ns.
Registado

Carlos Ricardo Soares
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 969
Convidados: 0


outono


« Responder #2 em: Outubro 18, 2018, 15:08:35 »

Obrigado Carlos pela aprecia√ß√£o, mas acho que exagera quando diz que o texto "√© digno de figurar em qualquer  livro de leitura de  todas as escolas". Trata de apenas de um texto que transcreve uma realidade que vivi, com a inclus√£o de alguns artif√≠cios liter√°rios. E trata-se de uma reflex√£o/ homenagem ao meu av√ī, extensiva a todos os av√≥s, pelo papel, nem sempre reconhecido, que representam para os netos.

Abraço
Registado
Maria Gabriela de S√°
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 801
Convidados: 0



« Responder #3 em: Outubro 19, 2018, 22:48:07 »

Uma realidade que muitos conhecem. Também foi a minha...

Excelente

Abraço
Registado

Dizem de mim que talvez valha a pena conhecer-me.
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18330
Convidados: 994



WWW
« Responder #4 em: Outubro 22, 2018, 06:08:57 »

Pois eu concordo com o Carlos. Este texto dignifica av√≥s e netos reconhecidos. E educa todos os leitores com sensibilidade para perceber o interc√Ęmbio saud√°vel entre gera√ß√Ķes. Aplaudo!
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o n√ļmero: 358/2009 e 4659/2010
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 969
Convidados: 0


outono


« Responder #5 em: Outubro 24, 2018, 20:43:16 »

Gabriela e Goreti, obrigado pela aprecia√ß√£o.Todos n√≥s tivemos av√≥s, e conhecemos esse interc√Ęmbio que sempre existiu e continua a existir. O que me parece √© que, hoje, as rela√ß√Ķes s√£o um pouco diferentes, porque o mundo √© feito de mudan√ßa.
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Parcerias
Buffering...Buffering...

O seu destaque aqui...
Recentemente
[Novembro 17, 2018, 18:48:35 ]

[Novembro 17, 2018, 08:14:20 ]

[Novembro 11, 2018, 19:40:37 ]

[Novembro 11, 2018, 09:30:20 ]

[Novembro 11, 2018, 06:48:39 ]

[Novembro 10, 2018, 13:40:36 ]

[Novembro 09, 2018, 00:28:19 ]

[Novembro 09, 2018, 00:16:43 ]

[Novembro 08, 2018, 22:23:36 ]

[Novembro 08, 2018, 15:03:03 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 127580
Total de Tópicos: 26033
Online hoje: 290
Máximo Online: 421
(Novembro 15, 2018, 03:33:53 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 149
Total: 149
Últimas 30 mensagens:
Novembro 03, 2018, 14:19:38
Claro que sim, Mateus. Vamos lá puxar pelos neurónios?
Novembro 01, 2018, 18:36:27
Ol√° para todos!
Novembro 01, 2018, 15:51:21
A ideia com que fiquei em conversas, era a de que se pretendia fazer, uma sequela do "esfaqueador". Agora estou baralhado.
Outubro 31, 2018, 18:31:48
Temos um tópico em aberto "sem título". Podem entrar. A ideia é fazer algo ao jeito do Esfaqueador da Régua. Estão convidados!
Setembro 12, 2018, 14:34:00
Esfaqueador da Régua, aqui nascido, terá o seu lançamento na Feira do livro do Porto, dia 21 de Setembro.
Julho 04, 2018, 13:54:05
Bom dia.
Março 01, 2018, 20:26:58
Boa noite!
Dezembro 30, 2017, 21:19:00
Ol√°, amigos do Escritartes!
Dezembro 27, 2017, 09:04:13
Boas Festas!
Dezembro 21, 2017, 10:51:56
Ol√° para todos! Desde j√°, um feliz natal e um 2018 de novas escritas!
Novembro 11, 2017, 17:23:12
Boa tarde a todos! Votos de muita inspiração na nobre arte da escrita.
Outubro 25, 2017, 10:20:24
Meu bom dia a todos!
Julho 18, 2017, 20:17:24
Ol√° para todos! Boas escritas!
Abril 11, 2017, 14:47:44
Boa tarde a todos
Abril 01, 2017, 20:52:08
Boa noite e um bom fim de semana para todos vocês.
Abril 01, 2017, 20:52:05
Boa noite e um bom fim de semana para todos vocês.
Fevereiro 22, 2017, 07:23:30
Bom dia!
Dezembro 24, 2016, 22:23:10
Boas Festas para todos os que por aqui navegam.
Dezembro 24, 2016, 11:32:23
Desejos de Bom Natal, PAZ, Amor e uns trocados. FigasAbraço a todos
Setembro 08, 2016, 19:38:09
J√° est√° publicada a lista final de autores para a colet√Ęnea - 129
Setembro 07, 2016, 20:57:46
Boa noite a todos.
Setembro 06, 2016, 18:31:36
Boa tarde a todos
Setembro 01, 2016, 15:26:02
OL√Ā!!!
Agosto 24, 2016, 05:49:47
Bom dia a todos
Agosto 04, 2016, 08:39:17
bom dia a todos
Julho 08, 2016, 18:22:38
Olá, Alice e Nação Valente!
Junho 13, 2016, 12:51:19
Em fase final de seleção de textos para a rádio. Inscreva-se!
Maio 30, 2016, 16:17:57
Apagamos o pdf, Nelson.
Maio 30, 2016, 16:13:58
Nelson, vamos apagar a sua resposta pois exp√īs os seus dados publicamente. Essa ficha deve ser mandada por mail para administracaoescritartes@gmail.com
Logos
Buffering...

Firefox 2 xspf player AJAX powered Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 Powered by HoneyPot project Hacker Trap
CSS Valid CSS 2.0 Valid RSS 1.0 Valid RSS 2.0 Valid XHTML Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.127 segundos com 28 procedimentos.