EscritArtes
Novembro 18, 2018, 17:10:10 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: 8.¬™ Colect√Ęnea - 8.¬ļ Anivers√°rio Escritartes
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,36064.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: CERTIFICADO DE BOM  (Lida 96 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Figas de Saint Pierre de
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 2865
Convidados: 0


« em: Outubro 31, 2018, 09:08:29 »

CERTIFICADO DE BOM
Aí pelos anos cinquenta, reinava o espanto dos torna viagem, os ricos de terras de Vera Cruz, regressados ao torrão do seu mar salgado, feito com lágrimas de Portugal. Era uma maravilha, ouvi-lo contar suas histórias brasucas, naquele ambiente de tasca, com canecas de litro, do tinto; espumante americano, premiando vencedores de partidas de cartas, da sueca ou da à bisca, entre outros.
Sim, tinha-lhe corrido bem a vida. Tinha sido dos que tinha abanado as árvores das patacas. Tudo vinha ao de cima, desde que embarcado; peripécias a bordo, dos negócios, do olho aberto, que teve para singrar, sim, porque ter olho aberto é sempre necessário, porque às árvores de patacas também chega o Outono, ficando as árvores depenadas das ditas.

Nele transparecia algum dó por quem, como ele, tinha ido à procura do El Dorado, porém, nem viram pó do desejado.
Dizia que se houvesse uma ponte do Brasil a Portugal, muitos viriam a pé, desiludidos com o café ou com a borracha, que não teve elasticidade suficiente para lhes encher as malas de torna viagem.

Era figura, admirada pelos amigos, que lhes bastavam ouvir suas histórias de habilidades, para se sentirem a grandiosidade da esperteza portuguesa, neste caso a de ter vendido muito ouro, que por ouro passava mas tudo ouro não era, não fosse ele um ourives, verdadeiramente um ourives; um artista ilusionista! Ora, se um homem consegue fazer passar uma pedra por ouro, por que razão haveria de empregar mesmo ouro, a sério?! Seria um desperdício! Todavia, ouro falso ou verdadeiro que seja, não garante a eternidade.

Certo é que, um dia, esticou o pernil, anunciado por todo o lugar, porta a porta, e que depois de certificado, como ainda era tradição, para quem tinha posses, chamaram três carpideiras, que junto ao caixão, na sala de estar do brasileiro retornado, choravam, a bom chorar, a bondade daquele bom coração, perante todos prantado.
Chegava bem longe, o brado das desgostosas carpideiras, pagas para verterem lágrimas, capazes de fazerem ressuscitar um morto, só para as ver caladas.
Além das carpideiras, vindos dum orfanato do Porto, desembarcaram do elétrico, no Largo do Souto, um grupo de vinte meninos órfãos; desamparados, calcorreando os quase dois quilómetros até ao encontro do estendido ao comprido.
Depois, hoje já não é assim, carreta pelo meio da estrada, devagar, devagarinho, qualquer raro automóvel que passasse, (era um tempo do lá vem um!) tinha que esperar, respeitosamente, a ver passar a matéria sobrante duma alma partida.

Ao descer, numa tarde cinzenta, com os trav√Ķes a chiarem, para evitar o despiste da carreta, conduzida por um gato pingado encartado! Os meninos √≥rf√£os, quais caloiros universit√°rios, com sua capa, encimada por um cr√Ęnio rapado, formava alas laterais, e l√° iam, a passo de caracol, gastando-se uma hora at√© √† chegada da √ļltima morada. J√° n√£o h√° funerais assim!

Era bonito. Impressionante! Muitos se interrogavam se não seria de arriscar ir até ao Brasil, para no regresso, na sua terra, terem um funeral assim.
E em vez de tr√™s, seis carpideiras, em vez de vinte, cinquenta meninos √≥rf√£os. Todavia, que tem cu tem medo. Neles ecoava o receio de virem a p√© pela ponte, a que o defunto, por diversas vezes, tinha aludido. O pior que tudo era que at√© nem havia ponte! Talvez por isso, √© que ainda h√° portugueses em Portugal. Quem tem c√ļ tem medo, e nem todos fazem passar calhaus por ouro. Os que conseguem, tem muitas carpideiras e meninos desamparados, prontos a passarem atestados de boas pessoas. Olha a admira√ß√£o!

Também há universidades que passam canudos a quem doutores não são e nem precisam de ir para o Brasil!----xxx---
Assina o cronista. Figas de Saint Pierre de L√°-Buraque
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Parcerias
Buffering...Buffering...

O seu destaque aqui...
Recentemente
[Novembro 17, 2018, 18:48:35 ]

[Novembro 17, 2018, 08:14:20 ]

[Novembro 11, 2018, 19:40:37 ]

[Novembro 11, 2018, 09:30:20 ]

[Novembro 11, 2018, 06:48:39 ]

[Novembro 10, 2018, 13:40:36 ]

[Novembro 09, 2018, 00:28:19 ]

[Novembro 09, 2018, 00:16:43 ]

[Novembro 08, 2018, 22:23:36 ]

[Novembro 08, 2018, 15:03:03 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 127580
Total de Tópicos: 26033
Online hoje: 290
Máximo Online: 421
(Novembro 15, 2018, 03:33:53 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 204
Total: 204
Últimas 30 mensagens:
Novembro 03, 2018, 14:19:38
Claro que sim, Mateus. Vamos lá puxar pelos neurónios?
Novembro 01, 2018, 18:36:27
Ol√° para todos!
Novembro 01, 2018, 15:51:21
A ideia com que fiquei em conversas, era a de que se pretendia fazer, uma sequela do "esfaqueador". Agora estou baralhado.
Outubro 31, 2018, 18:31:48
Temos um tópico em aberto "sem título". Podem entrar. A ideia é fazer algo ao jeito do Esfaqueador da Régua. Estão convidados!
Setembro 12, 2018, 14:34:00
Esfaqueador da Régua, aqui nascido, terá o seu lançamento na Feira do livro do Porto, dia 21 de Setembro.
Julho 04, 2018, 13:54:05
Bom dia.
Março 01, 2018, 20:26:58
Boa noite!
Dezembro 30, 2017, 21:19:00
Ol√°, amigos do Escritartes!
Dezembro 27, 2017, 09:04:13
Boas Festas!
Dezembro 21, 2017, 10:51:56
Ol√° para todos! Desde j√°, um feliz natal e um 2018 de novas escritas!
Novembro 11, 2017, 17:23:12
Boa tarde a todos! Votos de muita inspiração na nobre arte da escrita.
Outubro 25, 2017, 10:20:24
Meu bom dia a todos!
Julho 18, 2017, 20:17:24
Ol√° para todos! Boas escritas!
Abril 11, 2017, 14:47:44
Boa tarde a todos
Abril 01, 2017, 20:52:08
Boa noite e um bom fim de semana para todos vocês.
Abril 01, 2017, 20:52:05
Boa noite e um bom fim de semana para todos vocês.
Fevereiro 22, 2017, 07:23:30
Bom dia!
Dezembro 24, 2016, 22:23:10
Boas Festas para todos os que por aqui navegam.
Dezembro 24, 2016, 11:32:23
Desejos de Bom Natal, PAZ, Amor e uns trocados. FigasAbraço a todos
Setembro 08, 2016, 19:38:09
J√° est√° publicada a lista final de autores para a colet√Ęnea - 129
Setembro 07, 2016, 20:57:46
Boa noite a todos.
Setembro 06, 2016, 18:31:36
Boa tarde a todos
Setembro 01, 2016, 15:26:02
OL√Ā!!!
Agosto 24, 2016, 05:49:47
Bom dia a todos
Agosto 04, 2016, 08:39:17
bom dia a todos
Julho 08, 2016, 18:22:38
Olá, Alice e Nação Valente!
Junho 13, 2016, 12:51:19
Em fase final de seleção de textos para a rádio. Inscreva-se!
Maio 30, 2016, 16:17:57
Apagamos o pdf, Nelson.
Maio 30, 2016, 16:13:58
Nelson, vamos apagar a sua resposta pois exp√īs os seus dados publicamente. Essa ficha deve ser mandada por mail para administracaoescritartes@gmail.com
Logos
Buffering...

Firefox 2 xspf player AJAX powered Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 Powered by HoneyPot project Hacker Trap
CSS Valid CSS 2.0 Valid RSS 1.0 Valid RSS 2.0 Valid XHTML Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.159 segundos com 28 procedimentos.