EscritArtes
Setembro 21, 2020, 10:12:52 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Fugir ao destino Big bang  (Lida 885 vezes)
0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.
carlossoares
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2742
Convidados: 0



WWW
« em: Novembro 02, 2019, 14:50:49 »

Será que podemos fugir ao destino?
O destino, por natureza, é triste e, muitas vezes, trágico.
Não precisamos de ser muito sábios para constatarmos a realidade do destino.
Tudo isto é fado, tudo isto é triste, ou, tudo isto é triste, tudo isto é fado.
Não se trata de optimismo ou de pessimismo.
Optimismo ou pessimismo, cada um toma o que quer.
Talvez nenhuma espécie, como a humana, viva o dilema e o problema de as coisas não terem de ser como são, mas serem como são, apesar de não deverem ser como são.
Volto ao princípio: será que podemos fugir ao destino?
Tudo indica que sim e tudo indica que não.
O big bang pode ser entendido como uma fuga ao destino. No entanto, cumpriu o destino. E, assim, tem sido ao longo de milhões e milhões de anos.
Nos últimos séculos, os registos históricos revelam que a humanidade tem estado tão obcecada a fugir ao destino, que quase não tem tempo nem disponibilidade para mais nada. E, assim, cumpre o seu destino de fugir ao destino.
Inventa-se tudo, pensa-se em tudo, sacrifica-se tudo, faz-se tudo, para escapar ao destino.
Mas o destino é cada vez mais destino.
Sem querer ser "totalitário", diria que todas as revoluções, toda a discussão e dialéctica entre o bem e o mal, toda a cultura e todas as guerras, quiseram moldar o destino e conseguiram-no.
Registado

Carlos Ricardo Soares
Dionísio Dinis
Moderador Global
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 9531
Convidados: 0



WWW
« Responder #1 em: Novembro 10, 2019, 19:04:38 »

E não poderemos nós forjar um não-destino, um ponto imaterial de fuga e reencontro? Não detemos nós o poder de fintar e trocar as voltas ao fado e às variações do mesmo?
Afinal, reflexão e acção são o melhor desiderato para lidarmos com as imponderabilidades do destino.
Registado

Pensar amar-te, é ter o acto na palavra e o coração no corpo inteiro.
http://www.escritartes.com/forum/index.php
carlossoares
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 2742
Convidados: 0



WWW
« Responder #2 em: Novembro 11, 2019, 10:43:07 »

O homem, desde os primeiros artefactos, da reprodução de animais e da agricultura, percebeu que, de algum modo, podia tomar conta do destino, usando as "leis da natureza", o determinismo inelutável do "comportamento" da matéria, para os fins que lhe interessavam. Mas há outras condições, produzidas pelo homem, para além das materiais, que podem ser fortemente determinantes da vida das pessoas. Em ambos os casos o problema é escapar às consequências ou efeitos das condições. De um modo passivo ou de um modo ativo. Mas as consequências ou efeitos podem ser mais ou menos da responsabilidade do indivíduo. Nem todos estão nas melhores condições para torcer os determinismos a seu favor e, ao fazê-lo, as consequências disso podem não ser algo de inócuo, para si e para os outros. O que não nos é dado escolher, enquanto vivos, é "nada fazer", por pouco que seja, porque somos organismos vivos. Quanto mais opções e alternativas e possibilidades de escolha, de fazer e não fazer, tivermos, como indivíduos e como grupos sociais, maiores e melhores serão as perspetivas de fazermos o destino que, assim, deixaria de chamar-se destino.
Registado
margarida
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 827
Convidados: 0



« Responder #3 em: Novembro 11, 2019, 11:33:39 »

Já acreditei no destino, já desacreditei... Hoje não sei bem... Mas gosto de ler o que se escreve sobre isso. Em particular, do Carlos.
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Setembro 20, 2020, 18:01:28 ]

[Setembro 20, 2020, 17:58:52 ]

[Setembro 19, 2020, 23:02:55 ]

[Setembro 18, 2020, 14:05:13 ]

[Setembro 18, 2020, 12:08:48 ]

[Setembro 15, 2020, 12:22:19 ]

[Setembro 14, 2020, 15:35:19 ]

[Setembro 14, 2020, 15:33:27 ]

[Setembro 14, 2020, 15:32:44 ]

[Setembro 14, 2020, 15:31:46 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128667
Total de Tópicos: 26420
Online hoje: 280
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 274
Total: 274
Últimas 30 mensagens:
Abril 04, 2020, 09:57:10
Bom dia para todos!
Março 20, 2020, 15:06:31
Olá para todos!
Março 19, 2020, 22:59:05
Olá para todos! Espero que estejam bem, na medida do possível!
Fevereiro 18, 2020, 18:50:53
Olá Margarida. Seja bem aparecida.
Fevereiro 18, 2020, 18:41:32
Boas!
Fevereiro 10, 2020, 19:37:51
Boa noite!
Janeiro 29, 2020, 20:06:36
Oi pessoal. FigasAbraço
Janeiro 27, 2020, 20:16:38
Boa noite a todos
Janeiro 15, 2020, 17:52:14
Boa tarde a todos
Janeiro 10, 2020, 14:03:15
Boa tarde a todos
Janeiro 06, 2020, 14:46:26
Boa tarde a todos
Janeiro 01, 2020, 20:02:37
Bom ano feliz para todos.
Janeiro 01, 2020, 10:32:02
Bom Ano!
Dezembro 18, 2019, 16:48:08
Boa tarde!
Dezembro 06, 2019, 20:13:01
Boa noite feliz para todos
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, não há comentários.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dionísio. Obrigado pelo teu comentário. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos comentários. Evito-os, para não  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem lê lê, quem não lê não lê. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que estão e os que virão.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.405 segundos com 28 procedimentos.