EscritArtes
Abril 01, 2020, 07:49:21 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Clausura de letras  (Lida 102 vezes)
0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.
Oswaldo Eurico Rodrigues
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6058
Convidados: 0


Amo a Literatura e as artes.


« em: Março 20, 2020, 01:45:43 »

Não sei o que é uma cela de prisão.  Nunca entrei numa penitenciária em funcionamento. Já visitei acamados, esquecidos, abandonados, solitários e órfãos de todas as idades. Nunca estive no lugar deles. Tive pais controladores que me deixavam passear e brincar, professores rigorosos que me deixavam pensar e criar. Tive uma vida confortavelmente assistida e vigiada debaixo do sol que nascia e se punha em ondas. A noite era clara de histórias assustadoramente interessantes e terrivelmente relaxantes... Os meus dias corriam ladeira abaixo.
Nessas escorregadelas, dei por mim andando na estrada firme. Asfalto. Trânsito não mais de ideias. Eram congestionamentos de responsabilidades. As buzinas tocavam pedindo passagem e os veículos iam uns sobre os outros numa avalanche do salve-se quem puder. A vida ia ficando adulta. Acho que adúltera. Infiel. Bruta. Vulgar... Experimentei a castidade experiente e a pureza maliciosa   entre as amantes de antes e depois. Parávamos num sinal. (ainda bem que sou do Grande Rio. Ficou mais fácil para mim. Transparente como a clara de ovo, pois não sou da gema. Esse é o sinal de quem vive no entorno, de quem escorre e percorre nos meandros construidos de desvios quase inviseis de quem é fluido). Chega-se a qualquer lugar. Resistente e maleável.
Vou pela ponte. Agora tenho faróis. Posso navegar seguro no mar de concreto. Me oriento na Liberdade. Verdade? Não conheço a Liberdade. Nem a Bela Vista. Tenho Boa Vista apesar dos óculos. E fui à Sé com fé que iria atravessar a porta. Não entrei na nave. Um dia cruzarei o Portal e estarei em ruas de ouro. Presunção? Não sei. Prometeram-me.  Eu aceitei.
Ando muito tropeçando em pedras, devagar porque tenho pressa de levar meu sorriso e meu choro a todo canto, mas grito em silêncio insuportável. No caminho existem pássaros e eu passo num quintal de um quarto do Porto Alegre e leve como passarinho enquanto os abutres passarão.  Estarei longe, em caminhos Gerais do cheiro bom da terra de Minas de prazeres simples e valiosos. Pode vir chuva. Ponho uma panela na cabeça e saio Maluquinho até a Chapada. Meus olhos vermelhos brilham como diamantes de sangue e lágrimas.  Passo pela Feira. Compro tambores. Não sei tocar com as mãos.  Meu coração vibra e meus dedos tentam tocar as cordas. Escorrego. Giro as pernas no ar. Pulo e caio em pé. Agora a corda é uma só. A cabaça na barriga e a moeda marcando. Gingando se vai num cortejo por pontes inúmeras em Felicidade Clandestina. Ó! Linda Clarice onde você está? Sinto sua falta.
Deus não me deixou ver São Francisco. Não tinha cara. Era carranca. Tentei me esconder no Canindé.  Dormi e me viram antes de passar pelas paredes de pedra. Continuei meu caminho sabendo que amar é quase uma dor só. Uma Barra. Só mesmo São Miguel para pisar o mal e me fazer seguir em frente. Aprendi a caminhar, não por aí com guaimuns e nem catando pelo chão tudo que cheira a comida. Os meus pés pisaram a lama e a areia. Queria ter ido até a Pedra do Reino. Não cheguei lá.  Taperoá só meu pai e meu tio também.  Se você for uma mulher não precisa ficar Compadecida. Um dia tudo acabará bem numa Câmara cheia de coisas da terra Natal. A vida é assim.  Nos deixa Cascudo, Casmurro, mas seguimos entre lençóis na sombra das palmeiras onde canta o sabiá e a jandaia e a cotovia e o uirapuru e o rouxinol e a Asa Branca, a patativa, tordo, pardal, chapim...
Vou registrar tudo em azulejos nas paredes da minha prisão domiciliar. A casa vai ficar bonita com cheiro de mares nunca dantes navegados. Irei ao Japão e à Terra Santa e ao Egito. Comerei guacamole no México com chapéu de Panamá me protegendo do esplendor do sol inca. Navegarei numa jangada de pedra até ao Cabo Verde com Boa Esperança de chegar a Maputo. Victoria seria ir do Congo à Luanda, subir a Serra, chegar ao Senegal. Daí eu estaria para lá de Marrakesh. Me estreitando vou pra Espanha. Volto ao Porto como Ulisses volta para sua Penélope. Ela não precisou terminar a mortalha do seu sogro. Houve melhor negócio e não foi da China.
Registado

Oswaldo Eurico Rodrigues


Escrevo também nos sites Recanto das Letras (www.recantodasletras.com.br)
Alice Santos
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1109
Convidados: 0


De mãos dadas pela poesia.


« Responder #1 em: Março 21, 2020, 16:03:08 »

Estamos todos em prisão domiciliária. Felizmente podemos ler estes textos. Obrigada.
Registado
Oswaldo Eurico Rodrigues
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 6058
Convidados: 0


Amo a Literatura e as artes.


« Responder #2 em: Março 23, 2020, 17:31:24 »

Essa pandemia aprisionou o mundo inteiro. Estou aproveitando para refletir...
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Março 29, 2020, 00:30:00 ]

[Março 28, 2020, 18:38:24 ]

[Março 27, 2020, 16:50:53 ]

[Março 27, 2020, 16:31:50 ]

[Março 25, 2020, 16:41:04 ]

[Março 24, 2020, 16:20:27 ]

[Março 23, 2020, 17:58:28 ]

[Março 23, 2020, 17:54:33 ]

[Março 23, 2020, 17:52:31 ]

[Março 23, 2020, 17:51:08 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128276
Total de Tópicos: 26337
Online hoje: 212
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 187
Total: 187
Últimas 30 mensagens:
Março 20, 2020, 15:06:31
Olá para todos!
Março 19, 2020, 22:59:05
Olá para todos! Espero que estejam bem, na medida do possível!
Fevereiro 18, 2020, 18:50:53
Olá Margarida. Seja bem aparecida.
Fevereiro 18, 2020, 18:41:32
Boas!
Fevereiro 10, 2020, 19:37:51
Boa noite!
Janeiro 29, 2020, 20:06:36
Oi pessoal. FigasAbraço
Janeiro 27, 2020, 20:16:38
Boa noite a todos
Janeiro 15, 2020, 17:52:14
Boa tarde a todos
Janeiro 10, 2020, 14:03:15
Boa tarde a todos
Janeiro 06, 2020, 14:46:26
Boa tarde a todos
Janeiro 01, 2020, 20:02:37
Bom ano feliz para todos.
Janeiro 01, 2020, 10:32:02
Bom Ano!
Dezembro 18, 2019, 16:48:08
Boa tarde!
Dezembro 06, 2019, 20:13:01
Boa noite feliz para todos
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, não há comentários.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dionísio. Obrigado pelo teu comentário. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos comentários. Evito-os, para não  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem lê lê, quem não lê não lê. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que estão e os que virão.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Junho 28, 2019, 14:37:28
Boa tarde. Hoje, apeteceu-me saudar todos os que aqui tentam pôr arte na pena. Figasabraço
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 5.674 segundos com 28 procedimentos.