EscritArtes
Agosto 15, 2020, 16:37:08 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: O meu avô V - O médico do povo  (Lida 174 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Nação Valente
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 1067
Convidados: 0


outono


« em: Julho 12, 2020, 20:31:26 »

O meu avô era um trabalhador manual. As suas mãos, dirigidas pela cabeça, eram o seu ganha-pão. Artífices da madeira as suas mãos faziam o que os seus olhos viam. Mas com a dureza da madeira, as suas mãos foram sendo prendadas com calos. Um destes adornos infectou-se o que lhe causava muitas dores e limitava a sua capacidade de trabalho. Naquele tempo, numa aldeia serrana, não havia médicos. As maleitas eram tratadas com métodos locais, que nem sempre resultavam.
Certo dia enquanto carregava um móvel com ajuda do primeiro filho, um rapazote que já o ajudava, este bateu-lhe inadvertidamente no calo infectado, o que lhe causou dores tão fortes que disse, “se tivesse aqui uma espingarda dava-te um tiro”. O filho respondeu, “compreendo, mas não resolvia nada. Porque não procura o pai ajuda de um médico?”.
Palavras não eram ditas, já o avô tinha decidido deslocar-se a Alcoutim, onde num pequeno hospital concelhio, trabalhava o doutor João Dias, médico, cirurgião, director, e não sei se enfermeiro. Este médico, clínico geral mas também cirurgião, anestesista, ao contrário dos actuais que se especializam num determinado centímetro do nosso corpo, tratava desde a ponta dos cabelos, à ponta das unhas dos pés. Lá foi a minha avó tirar um sinal da cara, um vizinho operar uma hérnia, e o meu avô tratar do calo infectado.
Durante o tratamento, o doutor João Dias teve de fazer uma pequena intervenção para o extrair, o que fez, à moda antiga, sem anestesia, nem como aquela dos “westerns” que vinha numa garrafa. A dor foi tão forte que o avô não segurou o grito, ao mesmo tempo que exclamava “me cago no deus da Espanha”. O médico, com toda a sua bonomia, respondeu, pois cague-se lá nesse da Espanha, mas esteja quieto”.
O avô ,passado o aperto, voltou para casa com o problema resolvido, mas ficou um pouco traumatizado, e de vez em quando, talvez como catarse, recordava o acontecimento. Foi assim que tomei conhecimento.
O doutor João continuou a fazer as suas intervenções cirúrgicas, tendo ganhado fama que ultrapassou a pequena terra onde trabalhava e até as fronteiras do concelho. Chegou até a ser notícia de jornal. Mas este médico perdido numa terreola da raia algarvia, continuou sempre a ser um homem simples e generoso. E não deixava ninguém por tratar, fosse qual fosse a sua condição económica.
Quando eu era menino e moço, e o doutor João era um homem de meia idade, circulou desde a serra até ao litoral a notícia menos esperada. O médico do povo tinha morrido repentinamente, a seguir ao almoço, enquanto descascava uma laranja. Logo correram os mais variados boatos, chegando a dizer-se que teria sido envenenado, quem sabe pelo seu colega do outro lado da fronteira, a quem “roubaria” muitos doentes.
Essa hipótese não foi admitida e não passou de especulação popular. Mas não deixou de entristecer toda a população daquela zona que tinha pelo doutor grande “adoração”, que ficou expressa na deslocação em massa para o seu funeral. A serra entristeceu. As aldeias despovoaram-se. Alcoutim prenhe de gente despediu-se do médico do povo. E o avô também foi com o seu calo sarado e sem necessidade de proferir impropérios.Outro médico veio para o seu lugar. Mas aquele pequeno hospital nunca mais foi o mesmo: o sítio onde o povo curava as suas maleitas desde uma simples constipação até uma cirurgia. Diz-se que não há insubstituíveis, mas como o médico do povo, não apareceu mais nenhum.
Registado
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Online Online

Sexo: Feminino
Mensagens: 933
Convidados: 0



« Responder #1 em: Julho 12, 2020, 22:15:26 »

Há  sempre um João Semana em todos os lugares do mundo, que é geralmente substituído à morte por um médico "João fim do mês"

Abraço
Registado

Dizem de mim que talvez valha a pena conhecer-me.
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Hoje às 14:23:07]

[Agosto 14, 2020, 15:08:29 ]

[Agosto 12, 2020, 22:44:27 ]

[Agosto 12, 2020, 21:13:11 ]

[Agosto 11, 2020, 18:01:42 ]

[Agosto 10, 2020, 09:27:00 ]

[Agosto 10, 2020, 09:21:19 ]

[Agosto 04, 2020, 16:00:16 ]

[Agosto 02, 2020, 19:29:11 ]

[Agosto 02, 2020, 19:24:53 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128578
Total de Tópicos: 26404
Online hoje: 54
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 1
Convidados: 268
Total: 269
Últimas 30 mensagens:
Abril 04, 2020, 09:57:10
Bom dia para todos!
Março 20, 2020, 15:06:31
Olá para todos!
Março 19, 2020, 22:59:05
Olá para todos! Espero que estejam bem, na medida do possível!
Fevereiro 18, 2020, 18:50:53
Olá Margarida. Seja bem aparecida.
Fevereiro 18, 2020, 18:41:32
Boas!
Fevereiro 10, 2020, 19:37:51
Boa noite!
Janeiro 29, 2020, 20:06:36
Oi pessoal. FigasAbraço
Janeiro 27, 2020, 20:16:38
Boa noite a todos
Janeiro 15, 2020, 17:52:14
Boa tarde a todos
Janeiro 10, 2020, 14:03:15
Boa tarde a todos
Janeiro 06, 2020, 14:46:26
Boa tarde a todos
Janeiro 01, 2020, 20:02:37
Bom ano feliz para todos.
Janeiro 01, 2020, 10:32:02
Bom Ano!
Dezembro 18, 2019, 16:48:08
Boa tarde!
Dezembro 06, 2019, 20:13:01
Boa noite feliz para todos
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, não há comentários.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dionísio. Obrigado pelo teu comentário. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos comentários. Evito-os, para não  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem lê lê, quem não lê não lê. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que estão e os que virão.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.138 segundos com 28 procedimentos.