EscritArtes
Janeiro 17, 2020, 21:44:23 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Jerusal√©m  (Lida 2657 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« em: Setembro 11, 2008, 19:57:19 »

Citar
Mesmo para Theodor Busbeck - habituado aos labirintos mentais em que doente e médico por vezes entram - aquela pergunta era inaceitável, ou pelo menos, ameaçadora.
Em que deve pensar um homem? Para onde deve o homem dirigir o seu pensamento?
- Gonçalo M. Tavares, Jerusalém


Mais um jovem escritor no Livros (s)em crit√©rio, desta vez Gon√ßalo M. Tavares que parece ter o diabo da escrita indom√°vel no seu corpo: s√≥ assim se explica que um autor com apenas 38 anos tenha j√° mais de vinte publica√ß√Ķes no mercado. Obviamente que nem sempre quantidade √© qualidade, mas, neste caso, √©, pelo menos, mostra de uma vontade incontrol√°vel de escrever.

√Äs m√£os chegou-me este Jerusal√©m, terceiro volume de uma tetralogia acerca do mal, "O Reino".  O livro √©, na verdade, uma pequena porta para a retorcida mente humana. Mistura dentro das suas p√°ginas as vidas de pessoas respeit√°veis de uma sociedade severa com os pecados de prostitutas e assassinos. Mas quem s√£o, afinal, os maus da fita neste livro?

Theodore Busbeck, médico, casa com uma ex-paciente com problemas mentais, que, mais tarde, acaba por mandar internar no hospício mais admirado da cidade. Dentro dele, a mulher, Mylia, conhece Ernst Spangler, com quem começa uma relação de onde nasce uma criança. Theodore divorcia-se unilateralmente da mulher e decide criar o filho ilegítimo como do seu sangue, dando-lhe o nome de Kaas, um nome bonito de acordo com a mãe. Kaas herda, no entanto, uma deficiência física nas pernas do seu verdadeiro pai, Ernst. Depois do divórcio, Theodore não esconde da sociedade a sua tara com mulheres de esquina, de maneira a não ser um ponto fraco por onde possa ser atacado. Conhece Hanna, uma prostituta que é também protectora de um homem chamado Hinnerk, veterano de guerra que vive obcecado com o medo. Estes são os dados com que Gonçalo M. Tavares trabalhou. E de que maneira soube ele trabalhar.

Ao contr√°rio do que parece ser a tend√™ncia nos √ļltimos tempos, ou, pelo menos, das √ļltimas obras que tenho lido, a escrita de Gon√ßalo M. Tavares n√£o se esfor√ßa para ser diferente. √Č directa, quase incisivamente directa, simples, de t√£o simples que por vezes chega a ro√ßar o irreal, especialmente nos di√°logos que, a meu ver, s√£o o ponto fraco deste livro. No entanto, pela sua simplicidade e clareza, a escrita ganha uma luz inesperada - n√£o s√£o perdidas p√°ginas a criar ambiente para o leitor: √©-lhe simplesmente dito qual √© esse ambiente e, de uma maneira estranha que ainda n√£o consegui identificar (muito menos reproduzir), esse simples acto tem um efeito poderos√≠ssimo. Ao ler Jerusal√©m, ficamos totalmente imersos no mundo negro de Gon√ßalo M. Tavares sem que para isso o autor tenha precisado de recorrer a artif√≠cios lingu√≠sticos desnecess√°rios. √Č a√≠ que encontramos a verdadeira beleza, se em mais lado nenhum houvesse, na simplicidade e na clareza com que somos guiados para um mundo diferente. Quase que adivinho, pela sua escrita, que Gon√ßalo M. Tavares tem algum passado ligado a universos cient√≠ficos ou de engenharia, ou pelo menos um interesse forte por estas √°reas, j√° que a sua escrita clara, concisa, estruturada, √© privilegiada pelas ci√™ncias exactas. No entanto, Gon√ßalo M. Tavares pega nessas ci√™ncias exactas, tal como o seu personagem no livro, e transporta-as para o mundo da incerteza e da subjectividade levando-nos de arrasto com ele.

Ao contr√°rio daquilo que se l√™ em capas e contracapas, Jerusal√©m parece-me longe de ser um livro sobre o mal, ou antes, parece longe de ser um livro sobre uma entidade (o mal) exterior ao ser humano. √Č antes um livro sobre a loucura, um livro louco em si mesmo com a cronologia da hist√≥ria completamente desarranjada, com repeti√ß√Ķes de cenas em partes distantes do livro, com personagens s√£os mais loucos que os personagens loucos e personagens loucos em que a palavra loucura n√£o √© suficiente para chegar sequer perto daquilo que √© a sua mente. Este m√≠sero artefacto, este leve inclinar de letras, √©, na verdade, um dos mais utilizados pelo autor ao longo do livro, usa-o a torto e a direito para marcar as frases que considera importantes e, mais uma vez, resulta.

Neste livro, ou deverei dizer, nesta loucura de letras, Gon√ßalo M. Tavares tem personagens de puro g√©nio: um m√©dico que considera que a f√© √© t√£o importante para a sa√ļde como a sanidade mental, o mesmo que gosta de prostitutas, e, o aspecto mais incr√≠vel de todos, o mesmo que quer descobrir uma f√≥rmula matem√°tica capaz de descrever o comportamento do horror mundial ao longo dos pr√≥ximos s√©culos: o seu objectivo √© construir um gr√°fico capaz de descrever a chacina humana. At√© que ponto poder√° isto ser considerado racional? Talvez, se poss√≠vel, fosse uma boa descoberta para a humanidade, mas quem poder√° prever o imprevis√≠vel? Theodore Busbeck julga-se capaz.

Mas nem s√≥ do m√©dico vive o livro, ele √© um reposit√≥rio da loucura humana. O director do hosp√≠cio, fiel guardador da sanidade, trata os seus pacientes como crian√ßas, descarrega neles com tal f√ļria que Mylia compara o hospital a uma pris√£o. E depois temos Hinnerk, o veterano de guerra obcecado com medo, que vive em permanente estado de prontid√£o e √© sustentado por Hanna, a prostituta. A personagem de Hinnerk √© perturbadora, para o descrever numa palavra. Quando em crian√ßa nos falavam do homem do saco, aquele que nos perseguiria se nos port√°ssemos mal, √© Hinnerk encarnado. Ele √©, na verdade, ame√ßa entre as crian√ßas do bairro, √© conhecido simplesmente como o homem. A sua mente √© incapaz de funcionar como a de algu√©m dito normal. Mas a√≠ se levanta a grande quest√£o do livro: o que √© uma mente normal? Ser√° normal um m√©dico querer determinar o historial de horror de um mundo? O que determina o que √© normal? Pior, quem determina o que √© normal? Aterradora a maneira como Gon√ßalo M. Tavares relativiza tudo com um pressuposto t√£o simples.

Jerusal√©m n√£o √© aconselh√°vel a quem tomar a sanidade mental por garantida: pode n√£o estar preparado para todas as quest√Ķes que este livro suscita. √Č um livro loucamente fascinante.

Escrito originalmente aqui.
Registado

Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18373
Convidados: 994



WWW
« Responder #1 em: Setembro 11, 2008, 20:24:46 »

Normal ou n√£o... quem saber√°?!
Mais uma óptima crítica! Parabéns!
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o n√ļmero: 358/2009 e 4659/2010
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #2 em: Setembro 11, 2008, 23:25:55 »

Obrigado Goreti!

E então, alguém já leu e quer comentar?

Cheers
Registado
Laura
Visitante
« Responder #3 em: Setembro 12, 2008, 22:14:05 »

N√£o li... e remeto-vos para um blog, de um Henrique Fialho:

http://antologiadoesquecimento.blogspot.com/2006/11/o-que-loucura.html

Citar
O que é a loucura?
√Č uma louva√ß√£o √† vida que nos cura da normalidade.
Registado
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #4 em: Setembro 13, 2008, 13:32:31 »

Brilhante definição de loucura Laura!

Cheers
Registado
Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18373
Convidados: 994



WWW
« Responder #5 em: Setembro 13, 2008, 14:05:50 »

Nunca vi melhor definição de loucura! Obrigada, Laura!
Registado
Laura
Visitante
« Responder #6 em: Setembro 13, 2008, 19:40:01 »

De Henrique Fialho... acho que que vou desafi√°-lo para dar aqui um saltinho...
Registado
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #7 em: Setembro 13, 2008, 20:17:47 »

Força, estamos sempre a procura de gente boa!

Cheers
Registado
Laura
Visitante
« Responder #8 em: Setembro 13, 2008, 20:23:13 »

Bem, j√° convidei... deixa ver se aceita o convite!  Smiley
Registado
damasco
Membro da Casa
****
Offline Offline

Mensagens: 438
Convidados: 0


Frase é uma palavra. Palavra não é uma frase.


« Responder #9 em: Setembro 14, 2008, 20:15:14 »

Caro crítico literário (eh! eh!), mais uma excelente análise, desta vez do sempre inesperado e surpreendente Gonçalo M. Tavares. Muito bem!
Registado
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #10 em: Setembro 14, 2008, 20:17:36 »

Obrigado Damasco, mas de crítico só tenho a inveja Cheesy

Cheers
Registado
damasco
Membro da Casa
****
Offline Offline

Mensagens: 438
Convidados: 0


Frase é uma palavra. Palavra não é uma frase.


« Responder #11 em: Setembro 14, 2008, 20:24:43 »

Obrigado Damasco, mas de crítico só tenho a inveja Cheesy

Cheers
A inveja pode tornar-se um excelente catalisador. √Č us√°-la!
Registado
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #12 em: Setembro 14, 2008, 20:30:35 »

Eh eh, vou fazer por isso.

Cheers
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Hoje às 18:51:24]

[Hoje às 18:44:49]

[Hoje às 18:42:02]

[Hoje às 18:37:14]

[Hoje às 18:36:11]

[Janeiro 15, 2020, 01:45:27 ]

[Janeiro 09, 2020, 22:36:10 ]

[Janeiro 01, 2020, 19:47:12 ]

[Janeiro 01, 2020, 10:33:51 ]

[Dezembro 31, 2019, 22:29:40 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128093
Total de Tópicos: 26267
Online hoje: 193
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 184
Total: 184
Últimas 30 mensagens:
Janeiro 15, 2020, 17:52:14
Boa tarde a todos
Janeiro 10, 2020, 14:03:15
Boa tarde a todos
Janeiro 06, 2020, 14:46:26
Boa tarde a todos
Janeiro 01, 2020, 20:02:37
Bom ano feliz para todos.
Janeiro 01, 2020, 10:32:02
Bom Ano!
Dezembro 18, 2019, 16:48:08
Boa tarde!
Dezembro 06, 2019, 20:13:01
Boa noite feliz para todos
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, n√£o h√° coment√°rios.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dion√≠sio. Obrigado pelo teu coment√°rio. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos coment√°rios. Evito-os, para n√£o  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem l√™ l√™, quem n√£o l√™ n√£o l√™. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que est√£o e os que vir√£o.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Junho 28, 2019, 14:37:28
Boa tarde. Hoje, apeteceu-me saudar todos os que aqui tentam p√īr arte na pena. Figasabra√ßo
Maio 18, 2019, 19:22:13
Ol√°! Boa leitura e boa escrita para todos!
Maio 01, 2019, 17:26:47
Boa escrita e boa leitura para todos!
Março 30, 2019, 10:37:35
Boas leituras e boas escritas para todos!
Janeiro 27, 2019, 19:36:43
Boa noite feliz para todos.
Janeiro 11, 2019, 09:21:27
Ol√° para todos!
Dezembro 24, 2018, 21:55:27
Boas Festas.
Novembro 03, 2018, 14:19:38
Claro que sim, Mateus. Vamos lá puxar pelos neurónios?
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.157 segundos com 28 procedimentos.