EscritArtes
Setembro 30, 2020, 15:15:12 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Os Três Desejos de Octávio C.  (Lida 2560 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« em: Novembro 17, 2008, 23:45:16 »

Citar
Com licença - eu tive um avô americano. Chamava-se Opkinson, mas durante a infância chamei-lhe sempre Óbinsão, ou uma caterva de nomes inverosímeis, palavras inglesas que eu adaptava conforme podia.

- Pedro Eiras, Os Três Desejos de Octávio C.



Mais um novíssimo livro practicamente acabado de chegar ao mercado editorial português, passa também pelas minhas mãos. Desta vez foi Pedro Eiras, jovem dramaturgo, ficcionista e ensaísta português, que escreveu Os Três Desejos de Octávio C.. Pedro Eiras é sem dúvida um dos nomes a reter, se já não o foi, uma vez que ganhou, em 2006, o Prémio Pen Clube Português do Ensaio com a sua obra Esquecer Fausto. A fragmentação do sujeito em Raul Brandão, Fernando Pessoa, Herberto Helder e Maria Gabriela Llansol.

Os Três Desejos de Octávio C. são isso mesmo - os três desejos que um jovem funcionário público, altruísta, ou assim ele pensava, pede a um génio de uma lâmpada que o seu falecido avô lhe enviara. O livro começa precisamente com o excerto acima, uma frase que considero uma brilhante abertura, onde Octávio conta como era a relação com o seu estranho avô e como a lâmpada lhe vem parar às mãos. Octávio adormece e o génio aparece-lhe em sonho - para evitar complicações, segundo explicações do próprio - e concede-lhe os tradicionais três desejos que, no entanto, não podem ser realizados todos ao mesmo tempo mas com pelo menos vinte e quatro horas de intervalo. Como todos, Octávio pensa primeiro em desejar para si próprio, o génio chega até a incentivá-lo a pedir o amor de uma colega de trabalho, a frágil Anabela. Mas Octávio acaba por considerar isso demasiado egoísta e prefere fazer uma lista com desejos que considera de superior interesse para a humanidade - embora lhe pareçam mais fazer parte de uma redacção da escola primária. Pede o primeiro desejo e no dia seguinte vê as nefastas consequências do pedido que, julgava ele, seria bom. No entanto mantém a lista e na noite seguinte deseja o segundo item, e o mesmo na noite terceira. O pobre homem não imaginava as consequências que tão simples pedidos poderiam ter na humanidade.

O livro está carregado de simbolismos - vejamos por exemplo o emprego de Octávio, que trabalha nos divórcios de uma conservatória. Conservatória essa que está localizada na rua das Parcas, as mesmas que na mitologia teciam a vida e a morte, e que tem a secção dos óbitos escondida das outras secções, mais alegres por assim dizer. E claro, a secção da morte está obviamente regida por um velho que conhece a vida, o Sr. Honório, que acredita que o futuro já está escrito no passado e que cabe à humanidade lê-lo e adaptá-lo para não repetir os erros. A crítica está também bem clara, aliás, todo este livro é, permitam-me a redundância, um livro aberto nos seus propósitos. Enquanto o mundo entra em colapso, ouvem-se entrecortadas nas notícias aterradoras, o Vaticano a apelar à calma. Apenas.

A tese que embrulha a história é clara e irónica: não adianta fazer nada pela humanidade. Ou completando e retirando a ironia, não adianta tentar fazer nada pela humanidade se não conseguirmos fazer nada por nós próprios. Octávio acaba por perceber que os seus supostos desejos altruístas não eram assim tão altruístas quanto isso porque se baseavam nos seus próprios medos.

O que não funciona muito bem, na minha opinião, no texto são as constantes citações dos meios de comunicação - uma vez que a narração é feita na primeira pessoa, num discurso triste e quase patético do pobre Octávio, as citações soam a um meio fácil de fugir aos problemas que uma citação indirecta, por parte do personagem, poderia trazer, ou seja, se Octávio narrasse as notícias que via na televisão ver-se-ia forçado a reflectir sobre elas. Além do mais, são demasiado extensas e soam irreais enquanto notícias, o que acaba por distrair o leitor do resto da narrativa. Talvez a intenção tenha sido não levar Octávio a reflectir sobre os seus desejos mas antes levar o leitor a fazê-lo - nesse aspecto funciona. Mas o que se ganha em interacção perde-se em beleza literária. Também todo o imaginário do génio da lâmpada mágica não me atrai muito - mas isto trata-se apenas de um gosto pessoal que em nada prejudica a história e a mensagem.

O que eu não gosto, de todo, é do pormenor do asteróide. É um pormenor, de acordo, mas que tira seriedade a história, que apesar da leveza da linguagem é grave, e, não sei bem porquê, o seu nome, XB-43, remete-me para o imaginário do Tintim, o que, por alguma razão, não liga muito bem com génios em lâmpadas para mim.

Nota-se uma certa influência Saramaguiana ao nível da temática e do enredo, ou seja, um funcionário burocrático tem a hipótese de mudar a história e a humanidade (Todos os Nomes, História do Cerco de Lisboa) e de Gonçalo M. Tavares ao nível da linguagem, clara e, no entanto, bela (apesar de aqui as minhas conclusões se basearem mais na obra anterior de Pedro Eiras do que da simples análise deste texto).

Os Três Desejos de Octávio C. é um livro ambicioso na temática e talvez por isso saiba a pouco quando se chega ao fim. Era de esperar uma obra de maior fôlego para tratar uma questão desta dificuldade. Ou talvez também aqui se esconda a mensagem do autor, não duvido que seja deliberado, que reafirma até pela estrutura externa da história, de que a vida é mais simples do que se pensa e complicada de mais para se tentar mudar. Os Três Desejos de Octávio C. não são mais do que os desejos da humanidade - a humanidade é que talvez já se devia ter apercebido que isto não vai lá com desejos.

Escrito originalmente aqui.
Registado

Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18512
Convidados: 994



WWW
« Responder #1 em: Novembro 22, 2008, 17:58:36 »

Só por isto: "não adianta tentar fazer nada pela humanidade se não conseguirmos fazer nada por nós próprios.", vale a pena!
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o número: 358/2009 e 4659/2010
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #2 em: Novembro 23, 2008, 21:38:47 »

Sem dúvida Goreti.

Cheers
Registado
Luis F
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1612
Convidados: 3


Nas asas do sonho, escrevo...


WWW
« Responder #3 em: Novembro 25, 2008, 16:07:47 »

Parabéns por mais esta nota critica.

Um abraço
Luis
Registado

Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #4 em: Novembro 25, 2008, 19:12:19 »

Muito obrigado Luís, mesmo.

Cheers
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Recentemente
[Setembro 26, 2020, 16:40:03 ]

[Setembro 26, 2020, 16:37:53 ]

[Setembro 25, 2020, 20:39:56 ]

[Setembro 25, 2020, 18:16:05 ]

[Setembro 25, 2020, 18:11:45 ]

[Setembro 25, 2020, 16:21:54 ]

[Setembro 23, 2020, 19:19:52 ]

[Setembro 23, 2020, 19:17:49 ]

[Setembro 18, 2020, 14:05:13 ]

[Setembro 18, 2020, 12:08:48 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 128681
Total de Tópicos: 26420
Online hoje: 265
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 1
Convidados: 264
Total: 265
Últimas 30 mensagens:
Abril 04, 2020, 09:57:10
Bom dia para todos!
Março 20, 2020, 15:06:31
Olá para todos!
Março 19, 2020, 22:59:05
Olá para todos! Espero que estejam bem, na medida do possível!
Fevereiro 18, 2020, 18:50:53
Olá Margarida. Seja bem aparecida.
Fevereiro 18, 2020, 18:41:32
Boas!
Fevereiro 10, 2020, 19:37:51
Boa noite!
Janeiro 29, 2020, 20:06:36
Oi pessoal. FigasAbraço
Janeiro 27, 2020, 20:16:38
Boa noite a todos
Janeiro 15, 2020, 17:52:14
Boa tarde a todos
Janeiro 10, 2020, 14:03:15
Boa tarde a todos
Janeiro 06, 2020, 14:46:26
Boa tarde a todos
Janeiro 01, 2020, 20:02:37
Bom ano feliz para todos.
Janeiro 01, 2020, 10:32:02
Bom Ano!
Dezembro 18, 2019, 16:48:08
Boa tarde!
Dezembro 06, 2019, 20:13:01
Boa noite feliz para todos
Dezembro 02, 2019, 21:57:04
Boa noite feliz para todos.
Dezembro 01, 2019, 19:51:29
Boa noite feliz para todos
Dezembro 01, 2019, 18:52:15
Boa noite!
Novembro 29, 2019, 20:32:37
Boa noite feliz para todos.
Novembro 29, 2019, 17:37:17
Boa tarde!
Novembro 29, 2019, 17:35:53
Boa tarde a todos!
Novembro 12, 2019, 18:18:18
um abraço para a administração, para quem dinamiza este espaço, seja como escritor, como leitor, como comentador.
Novembro 12, 2019, 18:15:54
margarida, plenamente de acordo.
Novembro 11, 2019, 11:31:31
Bom dia. Se todos fizerem igual, não há comentários.
Novembro 09, 2019, 14:53:10
Oi Dionísio. Obrigado pelo teu comentário. Desculpa eu ser relapso a fazer muitos comentários. Evito-os, para não  louvar uns ou criticar outros. Prefiro ficar na minha, ficar no que me parece. O meu principio geral: escrever, quem lê lê, quem não lê não lê. Ponto. Leio poesia d'outros, m
Novembro 01, 2019, 14:41:40
Boa tarde  todos. Os que estão e os que virão.
Outubro 31, 2019, 14:58:38
Parabéns, Figas. Parabéns a todos os que lêem e que escrevem, parabéns a todos os que partilham escritas e comentários.
 
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.373 segundos com 28 procedimentos.