EscritArtes
Novembro 28, 2023, 19:03:35 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Marilyn  (Lida 327 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Maria Gabriela de Sá
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1201
Convidados: 0



« em: Outubro 06, 2023, 15:33:41 »

Dia 4 de Outubro de 2023
Marilyn
Enquanto espero que me mudem uma lâmpada fundida no carro
Penso em ti Marilyn
E penso também
Em todas as mulheres que amaram
Como tu Marilyn
E não foram amadas
Como tu não o foste Marilyn.
Tão bonita, sensual e ingénua Marilyn
Não te deste tempo suficiente para saberes
De certeza feita
Do amor circunscrito às pulsações do género homem
No desejo-dor que a tua beleza lhes exacerbava
E na sua satisfação premente, uma morte urgente
A tua morte também, Marilyn
A morte pelo prazer
Escravizante nessas horas
E quando a natureza é a única voz que tem poder para se fazer ouvir.
Não sabias disto Marilyn?
Ou talvez não o soubesses desta maneira
Que é abstratamente bonita
Poeticamente sublime
Concretamente arrebatadora
Se
Se tudo isso te fosse AMOR
E não tu um mero fetiche
Um trofeu dos homens
Que
Em concreto
Te possuíram.
Tu, Marylin
Tu que eras apenas mulher e querias ser apenas uma mulher amada
Que não foste, Marilyn
E talvez vás até lembrar ainda, Marylin
Nesta bendita luta
Onde umas mulheres parecem mais mulheres do que outras
Que, no turvo do pensamento, numa roda de amigos
Com copos de vinho e gargalhadas à mistura
Talvez pelo menos um homem dos que te não amaram
Te tenha chamado mesmo puta
Enquanto tu eras apenas mulher e procuravas apenas  o Amor.
Não te lembras disto Marilyn?
Fizeste bem, esquecer. Ou talvez tenhas apenas relevado.
Agora eu conto-te o resto Marilyn
Morreste
Jovem e bela, e agora és um Mito, Uma Lenda.
Mas eu, Marilyn, gostava de saber mais de ti:
Para que te suicidaste, Marilyn?
Quantos comprimidos tomaste
Para adormeceres ou não voltares a acordar?
Foi um por cada homem
De tantos que não te amaram como tu querias e merecerias?
Por que não aguentastes mais umas horas a insónia
E te levantaste às primeiras horas do dia
Quando a vida parece quase sempre mais suportável?
Depois da longa noite
Limpavas, Marilyn, as lágrimas ao lençol
Tomavas um paliativo banho
Como fazem as raparigas depois de terem sido violadas
Por alguém que não sabe o que é a poesia do Amor
E do sexo com Amor.
Como se essas raparigas, Marilyn,
As raparigas violadas
Quisessem tirar de si
Todas as imundices do mundo concentradas em quem as violou.
Punhas depois uns óculos de sol, Marilyn
Que te tapassem as olheiras
E os vestígios das lágrimas
Como um biombo envergonhado
A querer tapar  as malformações da Humanidade.
Pintavas os lábios com o teu batom vermelho
E vestias o teu vestido branco dos homens espantados.
Podias ter ido depois  fazer qualquer coisa, Marilyn
Dar milho aos pombos da cidade
Peixinhos aos gatos vadios
Ou ossos a cães com fome de uma carícia.
Por que não te desde sempre conta de como eras especial, Marilyn?
Única no mundo
Mesmo que tivesses de ser Especial sozinha
Ainda no meio das tuas lágrimas
Ou no labirinto da sua dolorosa sublimação
Nos dias com sol e trovoadas intermitentes.
Sabes agora o teu segredo Marilyn?
O teu segredo sempre foi seres dolorosamente especial
Irreverentemente especial
Amplamente especial
Tão amplamente especial que o teu largo espetro
Onde tantas vezes te sentias tão só
Talvez confundisse
Antes de clarificar
Quem queria ser confundido para não te amar.
Por que não tentaste, nem quiseste, Marilyn
Experimentar a paz podre
De uma boa parte da Humanidade?
Por que não tentaste, Marilyn, ignorar os comentários pequeninos
Das senhoras vestidas a Channel
As mesmas que te invejavam, porque seriam talvez feias,
Quando te dissessem
Ao menos pensassem
Ou murmurassem nas tuas costas
“Coitada, da Marilyn
Não conseguiu arranjar um homem que lhe acalmasse as ânsias
As mesmas ânsias ansiadas pelos homens
Incluindo os nossos homens
Para todas ficarmos em paz!”
A paz podre que não tu quiseste experimentar Marilyn.
E tu morreste, Marilyn
És agora uma Lenda
Uma Imortal
Vingaste-te de todos os homens que não te amaram e até dos outros
Foste cartaz colado atrás de portas em quartos de estudantes de liceu
Alimentando-lhe os sonhos
Foste fotografia escondida em carteiras de homens solitários
Musa de poemas
Musa até deste meu poema
Eu que tão bem te entendo e respeito Marilyn
Letra e música  de tantas canções.
Sim, Marilyn
Vives ainda
E para sempre
Nos pensamentos dos homens que não perceberam que o teu segredo
Não era afinal segredo nenhum.
Sim Marilyn  
Os Homens dão-se bem com as coisas mortas
Para lhes fazerem belos poemas
E dedicar-lhes lindas canções
Quando os discos pedidos já não tocam na rádio
Em lado nenhum.
Sabias disto Marilyn?
Agora dorme tranquila
Haverá sempre um homem,
Que pensa que te ama
 A velar o teu sono
E a alimentar de ti os seus próprios sonhos de AMOR impossível.

Gabriela Sá




« Última modificação: Outubro 10, 2023, 23:01:37 por Maria Gabriela de Sá » Registado

Dizem de mim que talvez valha a pena conhecer-me.
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Membros
Total de Membros: 792
Ultimo: Leonardrox
Estatísticas
Total de Mensagens: 129988
Total de Tópicos: 26666
Online hoje: 302
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 2
Convidados: 332
Total: 334
Últimas 30 mensagens:
Agosto 14, 2023, 16:53:06
Sejam bem vindos às escritas!
Agosto 14, 2023, 16:52:48
Boa tarde!
Janeiro 01, 2023, 20:15:54
Bom Ano! Obrigada pela companhia!
Dezembro 30, 2022, 19:42:00
Entrei para desejar um novo ano carregado de inflação de coisas boas para todos
Novembro 10, 2022, 20:31:07
Partilhar é bom! Partilhem leituras, comentários e amizades. Faz bem à alma.
Novembro 10, 2022, 20:30:23
E, se não for pedir muito, deixem um incentivo aos autores!
Novembro 10, 2022, 20:29:22
Boas leituras!
Novembro 10, 2022, 20:29:08
Boa noite!
Setembro 05, 2022, 13:39:27
Brevemente, novidades por aqui!
Setembro 05, 2022, 13:38:48
Boa tarde
Outubro 14, 2021, 00:43:39
Obrigado, Administração, por avisar!
Setembro 14, 2021, 10:50:24
Bom dia. O site vai migrar para outra plataforma no dia 23 deste mês de setembro. Aconselha-se as pessoas a fazerem cópias de algum material que não tenham guardado em meios pessoais. Não está previsto perder-se nada, mas poderá acontecer. Obrigada.

Maio 10, 2021, 20:44:46
Boa noite feliz para todos
Maio 07, 2021, 15:30:47
Olá! Boas leituras e boas escritas!
Abril 12, 2021, 19:05:45
Boa noite a todos.
Abril 04, 2021, 17:43:19
Bom domingo para todos.
Março 29, 2021, 18:06:30
Boa semana para todos.
Março 27, 2021, 16:58:55
Boa tarde a todos.
Março 25, 2021, 20:24:17
Boia noite para todos.
Março 22, 2021, 20:50:10
Boa noite feliz para todos.
Março 17, 2021, 15:04:15
Boa tarde a todos.
Março 16, 2021, 12:35:25
Olá para todos!
Março 13, 2021, 17:52:36
Olá para todos!
Março 10, 2021, 20:33:13
Boa feliz noite para todos.
Março 05, 2021, 20:17:07
Bom fim de semana para todos
Março 04, 2021, 20:58:41
Boa quinta para todos.
Março 03, 2021, 19:28:19
Boa noite para todos.
Março 02, 2021, 20:10:50
Boa noite feliz para todos.
Fevereiro 28, 2021, 17:12:44
Bom domingo para todos.
Fevereiro 26, 2021, 21:31:48
Bom fim de semana para tod@s.
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.108 segundos com 27 procedimentos.