EscritArtes
Março 21, 2023, 07:28:24 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
   Início   Fórum Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1] 2 3 ... 10
 1 
 em: Março 14, 2023, 19:45:45  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Maria Gabriela de Sá


Há quem me olhe como um papel sem visto
Um escrito mal engendrado
Um rascunho rejeitado
Uma vida inacabada
Mas na minha condição
Tenho como afirmação
Que um rascunho rejeitado
Apesar de tudo
Que mal ou bem for achado
Nasceu sem defeito
Morrerá de igual modo
Além de tudo
Nunca nada será aditado
Ao seu mais verdadeiro estado
O  de ser, simplesmente, Gente.


Gabriela Sá

 2 
 em: Março 14, 2023, 17:45:17  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Maria Gabriela de Sá
CONTOS DO SÉCUXO XXI – O PENSAMENTO


Chamo-me Andrómeda e hoje vou sair de casa, mas quero ir leve como uma pluma. Só eu sem memórias, sem angústias, alegrias ou tristezas.
Não sei ainda o que irei fazer lá fora, na rua, se o meu destino é hoje um jardim e as ervas daninhas a arrancar uma tarefa à minha espera. Quero  um trabalho simples, que não exija pensar, só mãos, delicadeza para não arrancar às plantas mais do que o joio, olhos de açúcar e mãos de seda para não danificar seja o que for.
 Vou deixar o pensamento em casa, numa gaveta, num gavetão, num armário escuro onde ele não possa ver a luz, sequer respirar. Não, um armário não chega. O meu pensamento é vadio, expande-se à menor fagulha, é um cavalo de corrida sem freio nos dentes, vai aonde não deve, encalha em sítios de onde não quer sair. Às vezes troca a luminosidade pela sombra, sem atingir a penumbra que se segue a uma e a outra tomando-as num novo ponto de partida.
Estou numa esplanada à beira-mar, sem fazer nada, só a olhar o oceano, pensamento em casa a espernear no armário do aspirador complicado, o que exige um curso de descodificação para ser entendido. Bem vistas as coisas, o meu aspirador é como eu, ou eu sou como o aspirador, e oxalá o meu pensamento não produza lixo igual ao que ele come. Talvez o aspirador e o meu pensamento estejam ambos a conversar, a falar sobre a dona e seus paradoxos, o pensamento a dar uma lição qualquer ao aspirador. Ando há tempos a desejar que o meu pensamento se quede nos limites do meu cérebro, que não se sinta como se estivesse permanentemente a dar uma palestra ao Universo, talvez para que todos lhe reconheçam a ignorância. Às vezes faz isso, cala-se…O que, sendo pior para mim, que me moo com os seus próprios enzimas, é melhor para o Universo, onde o meu pensamento transformaria algo ou alguém, ainda que numa infimíssima parte, como um espiro em Portugal causador de uma tempestade no Pacífico.
O mar. O mar é bonito e acalma. Mas hoje eu deixei o pensamento em casa e não sei por que é o mar tão bonito e me deixa tão calma. Também não sei por que me parecem hoje as pessoas que andam por aqui flores vivas, anjos que desceram à terra para um passeio e alguns vestem mesmo roupa comprada nos chineses. Digo isto sem desprimor. Digo por estar sem aqui sem o pensamento, que ficou em casa a criticar a dona com o aspirador. É ele quem repara em todos os pormenores, os engrandece ou distorce. E é por andar sem o meu criador, o deus pensamento, que aquele senhor, em cadeira de rodas empurrada talvez pela mulher, me inspira uma enorme sensação de amor. Que maravilhoso ver aquela menina de Kispo cor-de-rosa a brincar com o cão! Como se o mundo estivesse todo aqui para ela desfrutar e o amanhã fosse sempre o hoje... Um lugar onde ela parece tão feliz a brincar com o seu melhor amigo. Ah, e os meus amores, que bela recordação… E os amores dos outros nos seus contrastes.
Mas o que é que me está acontecer? Não sei que lugar é este aqui à minha frente… Não sei o que sinto ao olhá-lo, não sei o que é olhar, não sei quem são estas pessoas, não sei o que são anjos nem lojas de chineses. Não sei o que é um aspirador e para que serve um aspirador. Não sei para que sirvo eu e talvez não sirva para nada. Nada sou eu, e não sei por que estou assim e me sinto ninguém…
Neste instante, lembro-me vagamente de ter deixado algo em casa, uma coisa, às vezes pequena, outras vezes grande, fechada não sei onde. Há pouco só tinha talvez pensamentos felizes, agora sofro por não os ter, não ter memória, não saber que nome tem aquela massa de água aqui à minha frente...Meu Deus que vazio! É melhor morrer… Não sei mesmo o que fazer, se eu pudesse recuperar o meu pensamento, as minhas memórias, os raciocínios complexos da vida simples que sempre tive. Volta, pensamento, que eu não sei se conseguiria chegar a casa sem ti. Talvez me desorientasse, me perdesse no emaranhado das ruas, nos véus onde a minha mente se embrulhou e está agora sem capacidade de o romper.
 â€“ Estou aqui Sua ingrata! Deixaste-me trancado no armário, mas eu saí e o aspirador ficou a falar sozinho. Eu sou a tua unha, às vezes unha encravada, tu és a minha carne. Não podemos viver um sem o outro. Se vier, ainda não é a hora do Alzheimer. Tens de te aceitar como és, de pensamento doido e vadio. Mesmo assim, vê quantas pessoas te amam como és? Vai, abre o teu livro e lê:
“A História só começa no ponto onde as coisas dão para o torto….” In “O País das Àguas” de Graham Swift.
Gabriela Sá

 3 
 em: Março 12, 2023, 22:54:29  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Maria Gabriela de Sá
Talvez não saibas o que foi
Talvez não saibas o que é
Nunca saberás o que poderia  ter sido
Talvez tenha sido apenas
Poema interrompido

 4 
 em: Março 07, 2023, 19:04:59  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Maria Gabriela de Sá
Tenho saudades - Inspiração, o filme “ A Baleia”

Tenho saudades
Do Cinema  Estúdio
Júlio Dinis
Do Vale Formoso
Do Terço
Quando eu era quase ainda de berço.
Tenho saudades
Do Passos Manuel, Olímpia, Coliseu
Do Aguia D’Ouro, do Batalha
S. João
Sá da Bandeira
Sala Bebé
Quando já me segurava bem em pé.
Tenho saudades
Do Trindade
Do Rivoli
Carlos Alberto
Do Lumiére, do Pedro Cem
Quando eu era menina e já andava bem.
Tenho saudades
Do Stop
Do Odéon em Campanhã
Do Charlot no Brasília
Do Nuno Álvares
Casa das Artes
Do Foco
Quando chovia em Santiago
E Fernão Capelo Gaivota voava pelo céu
Em busca do próprio “Eu”
Tenho saudades
Do Chaplin em Leça da Palmeira
Quanto eu tinha pela frente a vida inteira.
Tenho saudades
Das salas de cinema do meu passado
Quando hoje
Displicente
Me apetecia ir ver “A Baleia”
Sem
Num Shopping Centre qualquer
Ter de enfrentar as luzes de néon e tanta gente.

Gabriela Sá

 5 
 em: Março 07, 2023, 16:47:04  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Nação Valente
Boa reflexão filosófica e poética, de quem domina as duas áreas.

Abraço amigo

 6 
 em: Março 06, 2023, 22:55:29  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Maria Gabriela de Sá
Tem dias Goreti Dias. Beijo

 7 
 em: Março 05, 2023, 21:49:50  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Maria Gabriela de Sá
Obrigada, beijo.

 8 
 em: Março 05, 2023, 21:48:11  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Maria Gabriela de Sá
Beijo de cá p'ra lá.... Viva!

 9 
 em: Março 05, 2023, 20:10:36  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Oswaldo Eurico Rodrigues
Relendo mais uma vez e com novos significados depois de tanto tempo...

 10 
 em: Março 05, 2023, 20:01:30  
Iniciado por Maria Gabriela de Sá - Última mensagem por Oswaldo Eurico Rodrigues
A eterna complexidade e riqueza humanas... Fascinantes!

Páginas: [1] 2 3 ... 10
Recentemente
[Março 14, 2023, 19:45:45 ]

[Março 14, 2023, 17:45:17 ]

[Março 12, 2023, 22:54:29 ]

[Março 07, 2023, 19:04:59 ]

[Março 07, 2023, 16:47:04 ]

[Março 06, 2023, 22:55:29 ]

[Março 05, 2023, 21:49:50 ]

[Março 05, 2023, 21:48:11 ]

[Março 05, 2023, 20:01:30 ]

[Março 03, 2023, 14:01:33 ]
Membros
Total de Membros: 792
Ultimo: Leonardrox
Estatísticas
Total de Mensagens: 129904
Total de Tópicos: 26610
Online hoje: 354
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 0
Convidados: 291
Total: 291
Últimas 30 mensagens:
Janeiro 01, 2023, 20:15:54
Bom Ano! Obrigada pela companhia!
Dezembro 30, 2022, 19:42:00
Entrei para desejar um novo ano carregado de inflação de coisas boas para todos
Novembro 10, 2022, 20:31:07
Partilhar é bom! Partilhem leituras, comentários e amizades. Faz bem à alma.
Novembro 10, 2022, 20:30:23
E, se não for pedir muito, deixem um incentivo aos autores!
Novembro 10, 2022, 20:29:22
Boas leituras!
Novembro 10, 2022, 20:29:08
Boa noite!
Setembro 05, 2022, 13:39:27
Brevemente, novidades por aqui!
Setembro 05, 2022, 13:38:48
Boa tarde
Outubro 14, 2021, 00:43:39
Obrigado, Administração, por avisar!
Setembro 14, 2021, 10:50:24
Bom dia. O site vai migrar para outra plataforma no dia 23 deste mês de setembro. Aconselha-se as pessoas a fazerem cópias de algum material que não tenham guardado em meios pessoais. Não está previsto perder-se nada, mas poderá acontecer. Obrigada.

Maio 10, 2021, 20:44:46
Boa noite feliz para todos
Maio 07, 2021, 15:30:47
Olá! Boas leituras e boas escritas!
Abril 12, 2021, 19:05:45
Boa noite a todos.
Abril 04, 2021, 17:43:19
Bom domingo para todos.
Março 29, 2021, 18:06:30
Boa semana para todos.
Março 27, 2021, 16:58:55
Boa tarde a todos.
Março 25, 2021, 20:24:17
Boia noite para todos.
Março 22, 2021, 20:50:10
Boa noite feliz para todos.
Março 17, 2021, 15:04:15
Boa tarde a todos.
Março 16, 2021, 12:35:25
Olá para todos!
Março 13, 2021, 17:52:36
Olá para todos!
Março 10, 2021, 20:33:13
Boa feliz noite para todos.
Março 05, 2021, 20:17:07
Bom fim de semana para todos
Março 04, 2021, 20:58:41
Boa quinta para todos.
Março 03, 2021, 19:28:19
Boa noite para todos.
Março 02, 2021, 20:10:50
Boa noite feliz para todos.
Fevereiro 28, 2021, 17:12:44
Bom domingo para todos.
Fevereiro 26, 2021, 21:31:48
Bom fim de semana para tod@s.
Fevereiro 25, 2021, 20:52:03
Boa noite a todos.
Fevereiro 24, 2021, 20:43:45
Boa noite a todos.
Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 CSS Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.114 segundos com 24 procedimentos.