EscritArtes
Outubro 22, 2019, 14:17:43 *
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Notícias: Regulamento do site
http://www.escritartes.com/forum/index.php/topic,9145.0.html
 
  Início   Fórum   Ajuda Entrar Registe-se   *
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: O quadro do Natal sozinho.  (Lida 2956 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« em: Dezembro 24, 2008, 19:21:51 »

Deixem-me falar-vos de uma mulher que um dia conheci. Agora, não sei que é feito dela, se morreu ou está viva, não sei. Marcou-me aquele ano, marcou-me ela. Não era especialmente bonita mas, ao seu modo, encantadora. O seu olhar era penetrante, respirava cultura, boémia, inteligência.
Adorava discutir com ela. Era uma pessoa viva, apaixonada, confiante. Dava gosto contrariá-la, dava gosto ser provado errado. Raras eram as vezes que ganhava alguma discussão, não a conseguia impressionar com nenhum artista obscuro, ela arranjava sempre outro mais desconhecido e, invariavelmente, mais genial.
Como a conheci? Irrelevante. Asseguro-vos que a conheci. Muito bem, if you know what I mean. O facto de eu ser casado não impediu que, ainda que por uns segundos, fosse feliz ao lado dela. Estar deitado ao lado dela, cobertos de nada, suados, rindo só porque sabia bem rir. Eu era feliz. Ela, também.
Porque é que me estou a lembrar dela agora? Porque é Natal, lembro-me sempre dela no Natal. A última vez que a vi foi numa véspera de Natal, há mais anos do que aqueles que consigo contar. Deixei-a. Sabia que tinha de o fazer. Sou cruel, eu sei. Seco, disse-lhe que “tinha de acabar”. E tinha. E acabou. E acabou comigo, com ela, com a minha mulher.
Nunca mais esquecerei a expressão na cara dela. Não era dor, não era tristeza. Não era nada, na verdade. Era desprezo. Simples desprezo, senti-me pior que uma barata, mais nojento que uma ratazana. Em casa dela, deixei-a em casa dela, quando já ela me esperava na cama com um copo de vinho e um disco de jazz. Eu esperava-a com desculpas esfarrapadas e um nó na garganta. Que belo presente de Natal que lhe dei.
Nunca mais consegui cear a ceia da consoada em condições. É suposto ser uma festa familiar, a minha família estava destruída. E eu destruído também. Eles “Feliz Natal” e eu só pensava nela. Nela, em casa, a desprezar-me.
Já disse que ela não tinha ninguém? Ela não tinha ninguém, não tinha família, não tinha marido para trair, os pais mortos há incontáveis anos, filha única, o amante era quem lhe era mais próxima. Ela dizia que não, que simplesmente ainda não tinha surgido, mas eu sabia que ela ainda estava sozinha por minha causa. Ou talvez isto não passe de um desejo inconsciente de ser amado pela mulher mais marcante que alguma vez conheci. Ela não tinha ninguém e eu deixei-a na véspera de Natal. Sou um cabrão.
Porque é que os telejornais só mostram os sem abrigo no Natal? E os que, abrigados, choram noite dentro, sem ninguém, ninguém devia passar essa noite sem ninguém. Queria, naquela noite, uma reportagem em casa dela, para ver como ela estava, uma câmara secreta que me mostrasse a asneira que tinha feito.
Fugi, na noite da ceia, do sufoco familiar por uns momentos. Fui até casa dela. Tinha de a ver, não queria ser visto. Espreitei pela janela, eu sei, horrível, mas considerando o que eu já tinha feito não tão mau assim.
A música ouvia-se cá fora. A lareira acesa. Um copo de vinho na mão. Cena de filme. Leonard Cohen, restos de take-out em cima de uma mesa ao lado do sofá. Aquela mulher fascinante com o olhar perdido no fogo. Não chorava. Não se mexia. De vez em quando fechava os olhos. Outras vezes bebia um trago pequeno. Era o perfeito quadro da solidão orgulhosa. Era o perfeito quadro do Natal sozinho.
Pintado por mim.






FIM.

Tim James Booth, Dezembro 2008.
Registado

Goreti Dias
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 18339
Convidados: 994



WWW
« Responder #1 em: Dezembro 24, 2008, 22:53:34 »

Os telejornais falam do que lhes dá na gana!
Bj
Registado

Goretidias

 Todos os textos registados no IGAC sob o número: 358/2009 e 4659/2010
britoribeiro
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 659
Convidados: 0



WWW
« Responder #2 em: Dezembro 25, 2008, 21:38:12 »

Um conto intimista, muito bem delineado. Gostei!

Abraço
Registado

Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #3 em: Dezembro 25, 2008, 23:23:42 »

Goreti, Dite e Brito, muito obrigado pelo vosso comentário.

Cheers
Registado
Aleph
Membro
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 112
Convidados: 0



« Responder #4 em: Dezembro 25, 2008, 23:36:38 »

Caro Tim_booth,

Gostei do texto; particularmente como, de uma forma simples mas muito envolvente, consegue pôr o leitor na pele da(s) personagens, sentir a mesma obsessão, a mesma solidão. Fez-me pensar o quão importantes são as pessoas que amamos e a forma como as amamos, na definição daquilo que somos em cada momento.

Aleph
Registado
Mel de Carvalho
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 1660
Convidados: 0


"abraça o conteúdo e não a forma" Saint-Exupery


WWW
« Responder #5 em: Dezembro 26, 2008, 09:46:51 »

Tim,

este seu trabalho, para além de muito bem escrito, revela uma sensibilidade e uma humanidade de que é impossível ficar alheio. a vida é, na verdade, complexa. quantas e quantas vezes, por razões que a própria racionalidade não entende, se "castram" sentimentos e sentidos de vida. se perde o sentido da própria vida.

...depois restam "quadros de Natal sozinhos". quadros de Natal sem brilho de tinta debotada... (ou não, de tão fortes as cores bailam e dançam dentro daqueles que a a si se negam).

pegando nas palavras sábias de Aleph, recordo pela sua importância no fundamento do meu próprio (in)consciente, Karl Roger, na sua obra "Tornar-se pessoa", quando fala da maleabilidade dos sentimentos, sublinhando que  "um sentimento corre para o seu fim".

nós somos em rigor o que somos a cada momento e, não podemos deixar de intuir a precaridade e a transitoridade da vida ... (escrevi um poema sobre isto recentemente, aqui no EA "transitória a vida").

Tim, gratíssima pela partilha (aqui e mais além); é um imenso prazer ter jovens como o Tim nesta casa. são garante de que o pleno das artes e, em especial da arte de tecer palavras, terá, num futuro que desejo próximo grandes valores.

Especial abraço natalício da Mel
Registado

Mel de Carvalho
www.noitedemel.blogs.sapo.pt
www.noitedemel.blogspot.com (apenas prosa)

Mais sobre mim: http://www.escritartes.com/forum/index.php?page=20
____
MT.ATENÇÃO: CÓPIAS TOTAIS OU PARCIAIS EM BLOGS OU AFINS SÓ C/AUTORIZAÇÃO EXPRESSA
Luis F
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 1612
Convidados: 3


Nas asas do sonho, escrevo...


WWW
« Responder #6 em: Dezembro 26, 2008, 13:53:02 »

Mais um excelente conto... muito sentido e envolvente.

Um abraço
Luis
Registado

Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #7 em: Dezembro 26, 2008, 18:38:36 »

Aleph, Júlio, Mel e Luís, não sabem como as vossas palavras me deixaram feliz. Ainda assim sinto que o resultado não é o que eu procurava: na minha mente desenhei (com imagens e sons) um quadro tão triste quanto belo que, infelizmente, as minhas palavras não foram capazes de reproduzir. Continuarei a trabalhar até o conseguir, para já resta-me agradecer as palavras simpáticas de todos.

Cheers
Registado
marcopintoc
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Mensagens: 524
Convidados: 0



WWW
« Responder #8 em: Dezembro 27, 2008, 22:45:14 »

Tim
Gostei muito deste conto sobre outros natais. Boa construção de enredo , voz narrativa bem colocada e acima de tudo uma História que perdura para lá do momento de leitura. Boa "malha"
Abraço
Marco
Registado

Marco Pinto Correia

Blog Pessoal : http://avenidadocaos.wordpress.com
Twitter: http://twitter.com/marcopintoc
Tim_booth
Contribuinte Activo
*****
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 698
Convidados: 1


Queria escrever à velocidade com que penso.


WWW
« Responder #9 em: Dezembro 28, 2008, 02:49:56 »

LFP, às vezes as palavras pintam melhor do que a tinta

Marco, que perdure então. Fico muito contente com a tua apreciação.

A ambos, muito obrigado pelo comentário.

Cheers
Registado
Pedro Ventura
Membro
***
Offline Offline

Sexo: Masculino
Mensagens: 148
Convidados: 0



« Responder #10 em: Novembro 29, 2015, 00:23:21 »

Muito bom! Wink
Registado
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Parcerias
Buffering...Buffering...

O seu destaque aqui...
Recentemente
[Hoje às 14:12:38]

[Outubro 20, 2019, 12:42:50 ]

[Outubro 19, 2019, 15:26:10 ]

[Outubro 17, 2019, 14:54:42 ]

[Outubro 16, 2019, 17:21:45 ]

[Outubro 13, 2019, 21:48:18 ]

[Outubro 12, 2019, 13:51:12 ]

[Outubro 11, 2019, 14:28:08 ]

[Outubro 10, 2019, 17:42:34 ]

[Outubro 09, 2019, 17:29:05 ]
Membros
Total de Membros: 791
Ultimo: Bruna Brunelleshi
Estatísticas
Total de Mensagens: 127959
Total de Tópicos: 26232
Online hoje: 208
Máximo Online: 630
(Março 31, 2019, 09:49:42 )
Utilizadores Online
Users: 1
Convidados: 176
Total: 177
Últimas 30 mensagens:
Outubro 10, 2019, 12:24:06
Bom dia. Hoje, andaei a pastar pelas 351 páginas da poesia e encontrei 32 poemas meus, milionários de leituras. com média de 1209 leituras cada. Obrigado a todos os meus contribuintes de lucros poéticos. FigasAbração, a todos. Nota: O Campeão é o Linguagem Decente, com 3692 leituras.Viva a D
Julho 29, 2019, 22:55:56
Olá para todos! Boas histórias e boas escritas!
Julho 02, 2019, 07:05:22
Bom dia!
Junho 28, 2019, 14:37:28
Boa tarde. Hoje, apeteceu-me saudar todos os que aqui tentam pôr arte na pena. Figasabraço
Maio 18, 2019, 19:22:13
Olá! Boa leitura e boa escrita para todos!
Maio 01, 2019, 17:26:47
Boa escrita e boa leitura para todos!
Março 30, 2019, 10:37:35
Boas leituras e boas escritas para todos!
Janeiro 27, 2019, 19:36:43
Boa noite feliz para todos.
Janeiro 11, 2019, 09:21:27
Olá para todos!
Dezembro 24, 2018, 21:55:27
Boas Festas.
Novembro 03, 2018, 14:19:38
Claro que sim, Mateus. Vamos lá puxar pelos neurónios?
Novembro 01, 2018, 18:36:27
Olá para todos!
Novembro 01, 2018, 15:51:21
A ideia com que fiquei em conversas, era a de que se pretendia fazer, uma sequela do "esfaqueador". Agora estou baralhado.
Outubro 31, 2018, 18:31:48
Temos um tópico em aberto "sem título". Podem entrar. A ideia é fazer algo ao jeito do Esfaqueador da Régua. Estão convidados!
Setembro 12, 2018, 14:34:00
Esfaqueador da Régua, aqui nascido, terá o seu lançamento na Feira do livro do Porto, dia 21 de Setembro.
Julho 04, 2018, 13:54:05
Bom dia.
Março 01, 2018, 20:26:58
Boa noite!
Dezembro 30, 2017, 21:19:00
Olá, amigos do Escritartes!
Dezembro 27, 2017, 09:04:13
Boas Festas!
Dezembro 21, 2017, 10:51:56
Olá para todos! Desde já, um feliz natal e um 2018 de novas escritas!
Novembro 11, 2017, 17:23:12
Boa tarde a todos! Votos de muita inspiração na nobre arte da escrita.
Outubro 25, 2017, 10:20:24
Meu bom dia a todos!
Julho 18, 2017, 20:17:24
Olá para todos! Boas escritas!
Abril 11, 2017, 14:47:44
Boa tarde a todos
Abril 01, 2017, 20:52:08
Boa noite e um bom fim de semana para todos vocês.
Abril 01, 2017, 20:52:05
Boa noite e um bom fim de semana para todos vocês.
Fevereiro 22, 2017, 07:23:30
Bom dia!
Dezembro 24, 2016, 22:23:10
Boas Festas para todos os que por aqui navegam.
Dezembro 24, 2016, 11:32:23
Desejos de Bom Natal, PAZ, Amor e uns trocados. FigasAbraço a todos
Logos
Buffering...

Firefox 2 xspf player AJAX powered Powered by MySQL 5 Powered by PHP 5 Powered by HoneyPot project Hacker Trap
CSS Valid CSS 2.0 Valid RSS 1.0 Valid RSS 2.0 Valid XHTML Valid
Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2006-2007, Simple Machines
TinyPortal v0.9.8 © Bloc
Página criada em 0.359 segundos com 29 procedimentos.